Sabotando a recuperação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sabotando a recuperação

Mensagem  Magrao em Dom Ago 10, 2014 3:35 am

Esta psicóloga fez uma série de vídeos que achei muito interessante. Embora ela fale geralmente sobre o vício comportamental da anorexia e do vício químico do álcool (vícios que ela teve), acho que tem informações importantes para nós nesses vídeos. Taí um deles



Ela fala de três passos para uma recuperação bem sucedida:

1. Abandonar o comportamento vicioso
2. Re-construir uma vida espiritual
3. Re-construir uma vida social
avatar
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

Ver perfil do usuário http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  Guilherme em Dom Ago 10, 2014 10:39 am

Tenho certeza que isso que ela falou no vídeo é de extrema importância para a gente. Alguns fizeram o que ela falou, na prática, porém, na teoria, aqui no fórum, ninguém havia falado sobre essas recuperações especificamente. Havia só alguns toques, tipo: "O nosso vício é só a ponta do iceberg de muitos problemas!", "Saia de casa, é importante para deixar o vício", e algumas outras coisas. Só que ninguém aqui comentou sobre o fato de substituir um vício por outro.

Como a psicóloga falou, quem apenas abandona um vício e deixa de cuidar do seu lado espiritual (acredito que esteja mais para o emocional) e de inserir no meio social, vai substituir um vício por outro. Então é algo que a gente tem que dar mais atenção aqui no fórum, porque talvez alguém que venha à participar aqui acredite que só o fato de você largar PMO irá fazer aqueles tão citados "milagres" pra você.

Na questão de cuidar do seu lado espiritual, acredito que algo como rezar ou meditar ajude. Quando se fala na meditação, acredito que é algo muito interessante. Você acaba recuperando a densidade da massa cinzenta de seu hipocampo (provavelmente diminuída com o ciclo do vício), e diminui a massa cinzenta relacionada ao estresse, algo que, acredito, estava hipertrofiado com o ciclo PMO (e que aumenta com qualquer ciclo de vício), portanto, com esse último, acaba-se diminuindo os níveis de estresse.

Inserir-se no meio social pode ser feito saindo mais de casa, mesmo que não tenha muita vontade; não recusar convites para outros locais; não fugir de situações de exposição e, para você não trocar um vício por outro em razão da negligência nessa questão, não fazer nada que te dê muito prazer em casa (pois esse algo pode virar esse outro vício).

Acredito que eu esteja trocando um vício por outro: estou trocando o vício de PMO pelo vício de internet, já que eu estou voltando à aquele ciclo de ficar só em casa, na internet, etc. E sim -a internet pode ser um vício -, como todos os outros vícios comportamentais.

Penso também que, talvez, muitos daqui que não estão colhendo os frutos da falta de PMO, é por causa da falta de recuperação nesses dois fatores citados, e eles estão, penso eu, trocando um vício por outro - PMO por, por exemplo, games ou internet.

Então o que eu falo é, para nós aqui, focarmos mais um pouco nesses últimos dois pontos: recuperação espiritual e recuperação social.
avatar
Guilherme

Mensagens : 127
Reputação : 26
Data de inscrição : 07/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  Guilherme em Dom Ago 10, 2014 10:47 am

Eu só não consigo imaginar como alguém, nos dias de hoje, pode ficar sem internet. Eu sei que pode ser largar por um tempo e depois voltar sem exagero; porém mesmo assim, qualquer tempo sem, pra mim, é muito. Ou então pode ser usar menos, sei lá; não sei a forma de tratamento para vício em internet. A única coisa que eu sei é: se largar da internet - cuidar do emocional e do social -, e isso serve para qualquer vício.
avatar
Guilherme

Mensagens : 127
Reputação : 26
Data de inscrição : 07/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  Magrao em Dom Ago 10, 2014 12:43 pm

Esses 3 pontos estão todos Interligados, embora não sejam a mesma coisa. O mais correto é dizer que eles tem que estar juntos num processo de recuperação bem sucedido. No seu caso pode ser que em vez de estar se viciando em internet, você esteja mascarando o vício em pornografia, que esteja ali esperando uma brecha. Vale lembrar que um dos principais hábitos do viciado em pornografia é ficar tempo demais no computador (que é a "namorada" do viciado em pornô). Mas você já enxergou que se construir uma vida social e espiritual não vai ter brechas (nem tempo) nem para ficar repetindo o hábito do ciclo do vício (ficar demais no pc) nem pra trocar um vício por outro (o que a psicóloga diz que de fato pode acontecer).

O enfoque dessa psicóloga é de grande ajuda e complementar ao enfoque neurocientifico. Estou aprendendo muito com os vídeos dela. As vezes fazemos o mais difícil (ficar sem PMO) e esquecemos de detalhes importantes como esse da questão social e espiritual. E também achei interessante isso que você falou da meditação. Vou procurar aprender isso.

Nós estamos solidificando um conhecimento aqui. Quanto mais aprendemos, mais nos ajudamos.
avatar
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

Ver perfil do usuário http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  new em Qui Out 02, 2014 9:08 am

Magrão, hoje eu acabei me sabotando de uma forma diferente. Tinha entrevista de emprego (muito melhor que o que estou atualmente) mas deu problema no metrô que me faria atrasar 30 minutos. Desisti da entrevista e fui embora. Comecei a pensar "não ia ser contratado mesmo", "o atraso me ferrou, a chance agora é mínima, então vou embora" etc etc. Fiquei pensando e faço isso com tudo, em todas as áreas da vida. Com mulheres, com empregos, com tudo. Acredito inclusive que o PMO se deu por eu ser assim. Talvez tenha um profundo complexo de inferioridade, e esse complexo pode ser a raiz do meu vício e do vício de muita gente, e isso casa com muito do que essa psicóloga diz.

O que quero dizer é o seguinte: precisamos nos livrar do "antigo eu", aquele que era viciado em pornografia. O simples fato de se abster de pornografia não é suficiente, precisamos mudar por completo. Vou usar meu caso para exemplificar: eu me saboto por quê? Por medo de sair da zona de conforto. O que vou fazer agora é sair aos poucos dessa zona de conforto. Quero trocar de emprego, vou me arriscar mais com mulheres, mas antes vou fazendo aos poucos. Talvez mudar o bar que frequento com amigos, mudar o caminho que faço para o trabalho, praticar esporte com gente nova, não só com amigos, me matricular em cursos interessantes!

Isso me veio à cabeça hoje quando pensei, "perdi uma puta chance de um emprego incrível, sou um lixo... mas pera lá, me martirizar não vai piorar o problema? Então espera aí".

Acredito que essa seja a chave para uma recuperação completa!

Abçs
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  aranha08 em Qua Dez 03, 2014 9:40 pm

Esse ano comprei um vídeo game e no início não ligava pra ele (ainda tava no vício) e quando comecei o processo de largar eu percebi que meu interesse pelo game aumentou enormemente. Não comprava jogos, só tinha o de futebol, mas agora compro vários. Vendo isso percebi que realmente estou mascarando o a fonte real do meu problema.
avatar
aranha08

Mensagens : 6
Reputação : 1
Data de inscrição : 20/08/2014
Idade : 24
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  Espírito Azul em Qui Dez 04, 2014 7:13 am

Aranha, verdade, Você pode esta mascarando, porém é um primeiro passo para sair de algo tao prejudicial.
Acredito que o excesso de vídeo tem lá seu problemas, mas, acredito não ser tão problemático como a PMO.
Pelo menos você não irá sair DE. Pode ate encontra uma mina fã de Vídeo Game, ou um motivo para conversar com outras pessoas.

Mas você está certo, deve encontrar a raiz do problema. A fuga nunca resolve.

Abraço companheiro.
avatar
Espírito Azul

Mensagens : 531
Reputação : 31
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  gmReis em Qui Dez 04, 2014 7:26 am

Aranha, antes do reboot eu era obcecado por jogos online e acabei investindo muito dinheiro nisso porém logo nos primeiros dias do reboot decidi sair mais de casa para fazer academia, olhar as pessoas ou ler um livro e a vontade de jogar foi diminuindo, acabo de iniciar um relacionamento passo tempo que sobra da minha rotina (trabalho/compromissos/academia) conversando pelo facebook ou Skype em seguida já é hora de dormir (decidi dormir 6 a 8 horas/dia). Acho que até agora só joguei no máximo 30 minutos mesmo tento créditos comprados logo antes do reboot e não tenho vontade de gastá-los, estão lá e me servem de alerta.

Abraços!
avatar
gmReis

Mensagens : 94
Reputação : 4
Data de inscrição : 01/11/2014
Idade : 26

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  Fênix em Qui Dez 04, 2014 10:30 am

Olá Aranha, cara pra te ser sincero, não vejo problema em seu interesse por video game ter aumentado, já pensou se todo o nosso problema fosse esse? Comparado com PMO é um vício bem menos prejudicial, claro que tudo que é demais não é legal, tem que saber dozar, faça outras coisas também, saia, passeie, paquere por aí, enfim...Viva a vida, e também jogue seu video game numa boa, por falar nisso há 2 meses atrás vendi meu Play 3, Até hj eu choro de saudade! kkkk Tirava vários contras online, principalmente em jogos de luta, Como Super Street fighter 4, Dead or Alive 5 Ultimate, Street vs Tekken... Bons tempos... Laughing rs Um abraço a todos!

_________________
avatar
Fênix

Mensagens : 523
Reputação : 78
Data de inscrição : 02/05/2014
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  martins! em Ter Dez 16, 2014 3:46 pm

não tem nada a ver com o tópico mas vim aqui desesperado contar que to com aquela vontade hehe.

Foda, meu penis tá encruado, gatilhos e mais gatilhos em minha cabeça, não uso bloqueador, aliás nunca usei. Sem vontade de me masturbar, mas ausência de ereção é algo que tá me incomodando, por incrível que pareça minha confiança permanece boa, minha vida social está intacta, mas tá faltando o bixinho levantar.

hihihi

aproveito a postagem e ver meu contador

martins!

Mensagens : 67
Reputação : 6
Data de inscrição : 28/06/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  gmReis em Ter Dez 16, 2014 8:42 pm

Martins! Aproveite bem esse tempo depois que ele acorda aí que seus problemas surgem. Ele começa a ter suas vontades e seu líbido/hormônios ficam no teto te deixando quase louco.
avatar
gmReis

Mensagens : 94
Reputação : 4
Data de inscrição : 01/11/2014
Idade : 26

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  flavio em Qua Dez 17, 2014 1:53 am

Martins, estou na mesma situação: domingo passado, quase acesse pornografia - cliquei no xxx e graças a Deus, o site tava fora do ar. Agora mesmo são 4h00 madrugada, acordei pensando vou entrar no chat de sexo. Parei um pouco, vim para cá, comecei a ver meu contador 20 dias, não posso desperdiçar, li uns depoimentos, postei comentários, o desejo tá diminuíndo, vou desligar o computador e tentar sossegar a mente. Amigos, como gostaria de por mágica resolver esse vício, tão antigo, foram mais de 20 anos com recaídas, olho para trás, como perdi tempo, oportunidades, realmente vamos terminar 2014 com esforço positvo e em 2015 abandonar de vez essa doença.
avatar
flavio

Mensagens : 1008
Reputação : 56
Data de inscrição : 30/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  Adeus em Sab Maio 30, 2015 3:48 pm

Concordo com oque o Guilherme citou sobre o video

Guilherme escreveu:"O nosso vício é só a ponta do iceberg de muitos problemas!", "Saia de casa, é importante para deixar o vício", e algumas outras coisas. Só que ninguém aqui comentou sobre o fato de substituir um vício por outro.

Como a psicóloga falou, quem apenas abandona um vício e deixa de cuidar do seu lado espiritual (acredito que esteja mais para o emocional) e de inserir no meio social, vai substituir um vício por outro. Então é algo que a gente tem que dar mais atenção aqui no fórum, porque talvez alguém que venha à participar aqui acredite que só o fato de você largar PMO irá fazer aqueles tão citados "milagres" pra você.

Tenho a impressão que o vicio que se desenvolveu em minha adoslescencia tenho sido resultado daquela vergonha,timidez...muito comum que temos ao lidar com as garotas do sexo oposto durante a juventude e que só piorou devido a estagnação das habilidades sociais causada pelo vicio.

Vejo em mim,que o obstaculo para deixar o vicio ultrapassa deixar a PMO,mas sim encarar os meus velhos medos,como
chegar nas garotas,trabalhar a rejeição.

Sobre a questão a seguir concordo que isso,aumente o nosso controle sobre nossa mente,oque é uma
importante ferramente de auto controle sobre as fantasias,e até mesmo quando nos deparamos com um gatilho ativado.

Na questão de cuidar do seu lado espiritual, acredito que algo como rezar ou meditar ajude. Quando se fala na meditação, acredito que é algo muito interessante. Você acaba recuperando a densidade da massa cinzenta de seu hipocampo (provavelmente diminuída com o ciclo do vício), e diminui a massa cinzenta relacionada ao estresse, algo que, acredito, estava hipertrofiado com o ciclo PMO (e que aumenta com qualquer ciclo de vício), portanto, com esse último, acaba-se diminuindo os níveis de estresse.
Este ponto é tratado no ebook,pois devido ao fato de nós humanos sermos seres sociais,temos a necessidade de socializar,logo essa necessidade de saciada libera dopamina,portanto estariamos alimentando nosso cerebro com oque ele quer,logo estariamos menos suscetíveis a fonte PMO de dopamina

Inserir-se no meio social pode ser feito saindo mais de casa, mesmo que não tenha muita vontade; não recusar convites para outros locais; não fugir de situações de exposição e, para você não trocar um vício por outro em razão da negligência nessa questão, não fazer nada que te dê muito prazer em casa (pois esse algo pode virar esse outro vício).


Compartilho da ideia de que ...
que, talvez, muitos daqui que não estão colhendo os frutos da falta de PMO, é por causa da falta de recuperação nesses dois fatores citados, e eles estão, penso eu, trocando um vício por outro - PMO por, por exemplo, games ou internet.
mas tambem de que devemos encarar nossos desafios,sejam eles timidez ou seja qual for.

Acredito que pessoalmente não irei superar o vicio se eu não resolver meus problemas relacionados a timidez com as garotas,meus problemas financeiros....deve avançar em todas áreas,pois assim uma vai motivar a outra.


Aranha,sergiodoug,gmReis,Fenix
Quanto a possível troca do vicio da PMO por outro como internet ou game,gostaria que dessem uma lida neste link
[http://oglobo.globo.com/#ixzz3Zp0edAWf]


Um abraço pessoal

avatar
Adeus

Mensagens : 49
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/12/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  Adeus em Sab Maio 30, 2015 3:51 pm

Pessoal,o link que postei nao funciona,mas eu havia publicado em outra pagina a noticia,vou publicar direto aqui


Vícios em videogame e pornografia on-line estão gerando ‘crise de masculinidade,diz psicólogo
Phillip Zimbardo recomenda que pais prestem atenção no número de horas gastas pelos filhos em atividades solitárias

POR O GLOBO
10/05/2015 16:10 / ATUALIZADO 10/05/2015 16:59

Zoom in (real dimensions: 699 x 420)Imagem

RIO — O psicólogo Phillip Zimbardo, professor emérito na Universidade Stanford, alerta que os homens jovens estão enfrentando uma “crise de masculinidade” provocada por vícios em videogames e pornografia on-line. No livro “Man (Dis) connected” (”Homem (des) conectado”, em tradução livre), o especialista mostra os resultados de pesquisa realizada com 20 mil jovens e aponta os riscos de novos hábitos criados pela tecnologia.​

— Nosso foco é em homens jovens que jogam videogames em excesso, e o fazem em isolamento social. Eles ficam sozinhos em seus quartos — disse Zimbardo, em entrevista à BBC. — Agora, com pornografia gratuita disponível, o que é único na história, eles estão combinando o videogame, e, como pausa, vendo em média duas horas de pornografia por semana.

Com isso, diz Zimbardo, existe uma “crise de masculinidade” entre os jovens, com um alto número de casos de pessoas sofrendo de uma “nova forma de vício” com o uso excessivo de videogames e pornografia. Com isso, diz o pesquisador, eles enfrentam problemas no desenvolvimento social e nas conquistas acadêmicas.

Como exemplo, ele citou uma mãe que dizia que o filho não via problema em jogar videogame por até 15 horas diárias.

— Para mim, excesso não está no número de horas, mas na mudança psicológica na mentalidade — diz Zimbardo. — Dessa forma, quando estou na aula, eu gostaria de estar jogando “World of Warcraft”. Quando estou com uma garota, eu gostaria de estar assistindo pornografia, porque eu nunca seria rejeitado.

De acordo com o pesquisador, trata-se de um novo fenômeno que está afetando as mentes dos jovens.
— Isso começa a muda as funções do cérebro. Começa a mudar o centro de recompensas do cérebro, e produz um tipo de excitação e dependência — afirma Zimbardo. — O que estou dizendo é: os cérebros dos garotos estão sendo reconfigurados digitalmente.

DISFUNÇÃO ERÉTIL

O pesquisador também chama atenção a um novo fenômeno que afeta cada vez mais jovens. Trata-se da “disfunção erétil induzida pela pornografia”.

— Garotos jovens que deveriam ser viris agora estão tendo problemas com ereção — diz o psicólogo. —
Você tem esse paradoxo. Eles estão assistindo vídeos excitantes que deveriam deixá-los ligados, mas eles não ficam ligados.

Zimbardo alerta que os pais devem ser mais atentos sobre o número de horas que seus filhos gastam em atividades solitárias, e devem incentivá-los para a vivência social. O psicólogo também recomenda que as escolas alterem as discussões nas aulas de educação sexual. Em vez de centrar o debate nas questões biológicas e de segurança, devem falar sobre emoções, contato físico e romance.

Phillip Zimbardo é conhecido por um experimento realizado na década de 1970 no qual 24 estudantes foram designados a cumprir o papel de guardas e prisioneiros em uma prisão falsa na Universidade Stanford. Prevista para duas semanas, a experiência foi abandonada após seis dias, porque os guardas se tornaram extremamente sádicos e os prisioneiros, submissos e depressivos,o qual recomendo a todos do forum.

Leia mais sobre esse assunto em
http://oglobo.globo.com/sociedade/t...linidade-diz-psicologo-16113562#ixzz3Zp0edAWf

© 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

avatar
Adeus

Mensagens : 49
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/12/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  Espírito Azul em Sex Ago 07, 2015 8:28 am

Revivendo um Tópico Super interessante!
Wink
avatar
Espírito Azul

Mensagens : 531
Reputação : 31
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  nico_silva em Dom Ago 09, 2015 12:29 pm

Bom, já que o tópico foi revivido, foi destacar algumas "estratégias de sabotagem" que percebi que meu cérebro faz:

- Video-game: Sei que o combate ao vício deve ser encarado como algo completo. E neste caso, envolve conhecer suas causas e combatê-las para uma saída definitiva. Mas depois de tentar e cai, tantas vezes, optei com uma linha de "substituição" do vício em PMO por outro. Neste caso, pelo video-game. Sim, sei que não é o caminho, mas precisava tentar algo diferente, já que estava com muita dificuldade de superar a PMO. No começo "ajudou" bastante. Meu cérebro doido por dopamina buscava mais e mais jogos, até focar em um único jogo toda hora, constantemente. As reclamações da família permaneciam as mesmas: "vc não sai de casa", "só fica neste video-game" (que neste caso é um portátil, um PSP). Mas até ai, tudo bem, estava longe da PMO. Depois comecei a jogar jogos de luta, e sempre selecionava as personagens femininas ... ai já viu ... sempre repetia os mesmo golpes para reparar no corpo delas, depois começava a imaginar coisas, etc etc ... quando vi, estava querendo jogar para ver as personagens femininas e suas roupas sensuais ... até que não aguentava e caia em P.

- Preparação para o sexo real: Sou casado. Durante o reboot, o sexo real estava me ajudando muito, minha vida melhorando, e muita confiança surgindo. Longe da PMO, mas sem fazer esportes ou outras atividades (não tinha alterado muito minha rotina neste caso). Então surgia a "brilhante" idéia de pesquisar formas de fazer minha esposa sentir mais prazer. Pesando dicas sobre sexo oral, etc ... a pesquisa ia avançando, avançando, até que eu caia em um site com várias fotos, não aguentava e caia na PMO novamente...

- Tamanho do pênis: Além da questão da PMO, tenho problemas para aceitar o tamanho do meu penis. Acho que ele é muito pequeno. E isso fazia com que eu buscasse sites com informações sobre aumento peniano. No hora pensava "isso não tem nada a ver com pornografia, é apenas para me sentir melhor e promover mais prazer para minha esposa". E ai, via um banner com fotos de pornografia e novamente, caia em PMO ...

Enfim, foram o padrão de sabotagem que percebi em meu caso.
avatar
nico_silva

Mensagens : 10
Reputação : 3
Data de inscrição : 04/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  flavio em Seg Ago 10, 2015 7:49 am

Nico, também sou casado, estou na batalha contra a PMO há 15 dias. O que tem me ajudado muito nesse período de reconstrução é a busca na solução dos outros problemas - profissional, financeiro -, confesso que tenho diminuído até nas relações, em parte pela PMO, mas com o objetivo de desfocar dessa questão sexual. Inclusive para não cair nessas pesquisas gatilhos de sexo, principalmente considerando nossa situação como viciado, acredito (opinião) que para superar a PMO, devemos buscar outros assuntos, pelo menos por um período de reboot...
avatar
flavio

Mensagens : 1008
Reputação : 56
Data de inscrição : 30/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  Espírito Azul em Sab Mar 12, 2016 12:44 pm

flavio escreveu:Martins, estou na mesma situação: domingo passado, quase acesse pornografia - cliquei no xxx e graças a Deus, o site tava fora do ar. Agora mesmo são 4h00 madrugada, acordei pensando vou entrar no chat de sexo. Parei um pouco, vim para cá, comecei a ver meu contador 20 dias, não posso desperdiçar, li uns depoimentos, postei comentários, o desejo tá diminuíndo, vou desligar o computador e tentar sossegar a mente. Amigos, como gostaria de por mágica resolver esse vício, tão antigo, foram mais de 20 anos com recaídas, olho para trás, como perdi tempo, oportunidades, realmente vamos terminar 2014 com esforço positvo e em 2015 abandonar de vez essa doença.


Olá Flávio, estava aqui passeando pelo fórum para me motivar a largar o vício e parei no seu comentário.
Não quero ser chato ou sabedor de como parar, também sou um viciado e que vivo recaindo. Então, o que eu quero dizer ao puxar esse assunto é dar uma ideia na paz. Seguinte, venho observado que suas queda acontecem geralmente de madrugada.certo? Logo, como você precisa de net em casa para trabalhar no seus trabalhos/empreendimentos faço uma sugestão( uma ideia apenas) Você pode colocar o K9 Livre de bloqueios de conteúdos P. mas existe um lugar no programa que apenas limita o horário de acesso a internet. Night guardian. Ele bloqueia o acesso da internet no período noturno. Logo você irá abrir o computador mas a net não irá funcionar e só será liberdade quando o dia amanhecer. Você pode bloquear das 00h às 6h. Bom, desculpa intrometer, só quis ajudar

avatar
Espírito Azul

Mensagens : 531
Reputação : 31
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  flavio em Ter Mar 15, 2016 8:38 am

Sergio, obrigado pelas dicas. Explico que as quedas ocorrem de madrugada, pois nesse horário fico só, logo o desejo aparece, vou pensar na sua dica. Muito obrigado mesmo pela preocupação.
avatar
flavio

Mensagens : 1008
Reputação : 56
Data de inscrição : 30/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sabotando a recuperação

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum