Relato - System

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Relato - System

Mensagem  System em Sex Maio 30, 2014 6:45 am

Boa noite amigos... são 4:30 da manhã, horário em que eu normalmente estaria consumindo toneladas de videos (estou desde a madrugada de segunda para terça sem PMO). Estou aqui pra me apresentar e compartilhar com voces a minha história, que deve diferir em poucos aspectos comparado a de voces. Tenho 21 anos e comecei a consumir material pornografico aos 11, quando ganhei um computador e um vizinho mais velho comentou sobre um site "de mulher pelada". Até então eu havia assistido apenas o "cine prive" da Band e me masturbado se esfregando no travesseiro. Uma simples busca me fez praticamente pular a etapa de fotos, tendo visto basicamente videos durante todo este tempo.
Eu tive uma adolescencia com poucos problemas, ficava com algumas meninas e tinha varios amigos, embora preferisse as vezes me fechar no meu mundo (quarto/computador) a socializar. Via pornografia todos os dias depois que voltava da aula, religiosamente. Na epoca eu não via nada de mal nisso, já que basicamente todos os meus amigos tinham habitos parecidos. Então houve o primeiro indicio do vicio: aos 15 anos faltei uma semana de aula enquanto meus pais viajavam, para jogar e ver pornografia no computador. Logicamente meus pais descobriram, e como castigo eu fiquei sem computador em casa. Foi como uma limpeza mental, me sentia super bem, disposto, animado, com vida. Não demorou muito e então arrumei uma namorada. Foi uma fase muito boa, mas meus verdadeiros problemas surgiram a partir daí.
Continuei sem computador pelo periodo de 2 anos, 1 ano por castigo e outro por causa do cursinho. Fazia sexo com minha namorada frequentemente, nós dois perdemos a virgindade juntos e tentavamos tudo o que vinha em nossas cabeças, sem ligar se era moralmente aceito. Em 2010 eu passei no vestibular para a federal do meu estado e estava tudo estranha e perfeitamente bem, eu me sentia feliz, tinha uma namorada bacana, tinha conquistado algo que me dediquei pra conseguir, não tinha problemas em casa, etc. Até que veio o premio por ter passado no vestibular: um computador. Até então eu usava raramente no trabalho dos meus pais e na casa da minha namorada. Com um pc no quarto, veio tambem o velho habito de me masturbar e consumir pornografia. No inicio eu fazia esporadicamente, me dedicava a faculdade e gastava meu tempo livre com a namorada e os amigos. Até que o sexo com minha namorada foi perdendo a graça, fui ficando enjoado pois na minha mente eu ja tinha experimentado de tudo com ela e a pornografia parecia sempre mais interessante. Até que meu namoro ruiu, eu não sentia mais vontade de ficar com ela. Terminamos e por coincidência a minha universidade entrou em greve na mesma epoca. Me culpei pelo que aconteceu, fiquei abatido e muito deprimido. Passei a dedicar 100% do meu tempo ao vicio, me masturbava e passava dias trancado no quarto. Passei a gravar shows de webcam e twitcam pois já nao confiava mais na minha memoria para lembrar das coisas que eu via ao vivo. Ficava madrugadas acordado esperando alguma maluca mostrar os peitos ao vivo, alguma adolescente fazer alguma loucura pedindo por seguidores no twitter. Assim fui deixando de sair, deletei o meu facebook e desliguei o meu celular pra nao ser incomodado.
Então as minhas aulas voltaram no inicio de 2012, mas eu não era mais o mesmo. Fui na primeira semana e todos notaram a diferença. Eu estava sem brilho, abatido, magro, desanimado. Sem vontade de ir pra aula, acabei por teimar que não gostava mais do curso e da universidade. Então decidi largar tudo e prestar vestibular de novo, mas dessa vez para alguma universidade em outro estado. Nesse periodo o vicio se acalmou, percebi pela primeira vez que precisava me distanciar da pornografia e do pc para conseguir fazer as coisas.
Após muito estudar, consegui passar em uma ótima universidade no interior de SP e me mudei pra cá. Achei que as coisas ficariam bem, que mudar os ares resolveria todos os meus problemas. Mas eis que o vicio maldito me carregou para baixo de novo...
Longe de casa e morando em republica, voltei a me masturbar com frequencia. Com alguns meses a euforia de estar vivendo uma vida nova passou. Ja nao me animava mais pras festas, a cidade e as pessoas já não eram mais tão interessantes. Nessas festas trouxe algumas meninas pra casa e tive 3 tentativas de fazer sexo casual fracassadas, pois não conseguia ereção. Me sentia um bosta, que catava as minas e deixava elas frustradas. Em setembro do ano passado parei de ir pra aula e desde então escondo dos meus pais que larguei a universidade. O sentimento de culpa por estar fazendo isso me levou para um ciclo vicioso de depressão, culpa e consumo de pornografia que cheguei a pensar que não estava mais vivo (sim, eu pensei ter morrido e estar vivendo o mesmo dia varias vezes, como uma maldição). Ficava dias trancado no quarto, mal me alimentava. Por sorte fiz bons amigos, que viram que eu estava nesse estado e me ajudaram a sair do fundo do poço. Nesse momento percebi que era viciado e que o vicio ja tinha ceifado parte da minha vida.
Nas ferias de dezembro/janeiro eu voltei pra casa e ja consciente do meu vicio, passei a sair mais de casa, rever velhos amigos, me exercitar, etc. Numa dessas eu voltei a conversar com uma grande amiga minha, que sempre gostou de mim e por quem eu sempre tive grande afeto. Estamos namorando desde o inicio de fevereiro (sim, a distancia) e desde que estou com ela tenho procurado muito menos por pornografia e me concentrado no nosso relacionamento, cheguei a ficar por volta 1 mes sem (PM). Nesse tempo consegui fazer sexo numa boa e foi tudo muito bom, me senti bem pra caramba. Mas agora eu voltei pra SP e a saudade que deu me deixou pra baixo, fiquei frustrado de ter conseguido construir algo legal e ter que deixar isso pra vir pra cá. Então voltei a assistir gradativamente quando me sinto pra baixo, só que como dessa vez eu tenho ciencia do vicio, estou conseguindo manter a media de 1 vez por semana e sem permanecer muitas horas na prática.
Busquei ajuda na internet e acabei parando aqui no forum porque não quero estragar isso. Não quero que o vicio tome conta da minha vida mais uma vez e acabe com mais uma coisa boa que surgiu pra mim. Estou confiante que não vou ter recaídas e que vou continuar mantendo um relacionamento saudavel com esta pessoa. Seguirei firme e forte para me manter longe do vicio!! Ja estou botando em pratica alguns habitos, metas e atividades pra conseguir despistar a vontade.
Boa sorte e muita força de vontade a todos!! Temos um longo caminho para nos reabilitar e mudar nossas vidas, então a ajuda mutua é realmente fundamental no processo.
Um grande abraço a todos!
ps: são 7:30 da manhã, fiquei a madrugada toda no pc e consegui me manter longe de qualquer estimulo \o/
ps²: dedicar esse tempo a escrever e refletir sobre o meu passado me ajudaram bastante a me manter focado!


Última edição por System em Dom Jun 15, 2014 5:15 pm, editado 1 vez(es)
avatar
System

Mensagens : 14
Reputação : 10
Data de inscrição : 30/05/2014
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - System

Mensagem  Magrao em Sex Maio 30, 2014 7:28 am

Bemvindo System! Engraçado, o momento que mais me afundei no vício foi quando fui morar numa república. Também me alimentava muito mal, perdia horas de sono. Enfim, pornografia e masturbação prejudicam um indivíduo globalmente.

Você já conhece o ebook? Www.vicioempornografiacomoparar.com

_________________

avatar
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

Ver perfil do usuário http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - System

Mensagem  Alex-RJ em Sex Maio 30, 2014 11:51 am

Bem vindo System!

Me identifiquei com o que vc disse, qdo passei a morar sozinho foi a pior época.
Passava horas em PMO, virando a noite...qdo via o dia já estava clareando e tinha que ir trabalhar. Me masturbava seguidamente...eram tantas vezes, que qdo gozava, já não saia esperma algum. mto louco isso.
E consequentemente as brigas com minha namorada eram somente motivos pra ficar sozinho e ir pro PMO.
A pornografia nos tira do mundo real e dos relacionamentos. Já que na pornografia nós escolhemos o que queremos, escolhemos a perfeição de acordo com o que nos dá prazer (o vídeo perfeito, colocando na cena ideal) e nos condicionamos a isso. Quando vamos para um relacionamento real, cheio de incertezas e variáveis que não estão em nosso controle, achamos que aquilo não está de acordo com o que queremos (que é a perfeição). E fui pulando de galho em galho... não me estabelecendo em nenhum relacionamento.

Espero que encontre aqui um caminho para controlar o vicio.
abs
avatar
Alex-RJ

Mensagens : 150
Reputação : 35
Data de inscrição : 06/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - System

Mensagem  System em Sab Maio 31, 2014 1:38 pm

Valeu pelo apoio!! Estou me mantendo sem PMO, estou suportando razoavelmente bem, mas tive que deletar umas fotos da minha namorada no celular, pra evitar que virem gatilhos. Foi bem triste pensar que precisava disso pra conseguir me manter longe do vicio, mas sei que foi necessario. Vou ler o ebook e comento aqui Magrao. Quanto a morar "sozinho", tenho sorte de morar com outras pessoas (em republica no caso). Se eu morasse em um kitnet, provavelmente tinha definhado até virar pele e osso. Mas enfim, sinto que estou ficando melhor... ler os relatos, as experiencias e as dicas me ajudaram bastante. Vou tentar participar mais do forum tbm, dai ocupo mais o meu tempo.
Grande abraço a todos
avatar
System

Mensagens : 14
Reputação : 10
Data de inscrição : 30/05/2014
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - System

Mensagem  Gabriel em Sab Maio 31, 2014 5:19 pm

-


Última edição por Gabriel em Dom Maio 24, 2015 4:08 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Gabriel

Mensagens : 83
Reputação : 5
Data de inscrição : 22/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

quote sobre recaídas

Mensagem  Leandro-sp em Ter Jul 22, 2014 1:56 pm

System escreveu:Bom Admin, se nós estamos encarando a pornografia e a masturbação como um vicio, então temos que tratar como um vicio. Voce já viu um ex dependente de cocaina "dar uns tiros" de bobeira? Basta um deslize que ele vai voltar viver em prol da droga. Se voce continuar com esse pensamento de "ah, quero ter uma vida normal, me masturbar as vezes" voce está fadado a continuar se lamentando e se culpando pro resto da vida. Não é preciso ser nenhum expert no assunto pra entender que nós não somos normais. Nós temos uma via fragil de tendencia ao vicio, seja por causas genéticas ou por traumas e vivencias anteriores.
Então 3 considerações:
1- O orgasmo não é a unica forma de prazer existente. Por mais que sua vida esteja ruim, há outras pequenas ações que podem te satisfazer como ser humano. A questão é: voce só vai sentir isso quando parar de depender da masturbação pra conseguir prazer.
2- Muitos dos nossos problemas são causa/consequencia da pornografia e masturbação excessiva ou são agravados por esses dois fatores. Se livrando do vicio, voce vai conseguir enxergar mais claramente o necessario para resolvê-los. Como o Magrão disse, ninguem aqui tem o luxo de só ter que se preocupar com o vicio. Todos temos diversos problemas, ligados ou não a dependencia, e assim como voce, todos nós descontamos/descontávamos nossas frustrações, angustias e medos no prazer momentâneo do orgasmo.
3- Por ultimo, vejo que voce sempre comenta o fato de querer uma namorada, pegar mulher e tal. O que voce pretende conseguir com uma mulher? Ser socialmente aceito? Conseguir um objeto de prazer real, pra voce descontar nela tudo o que te atormenta?
Acho que voce primeiro tem que se aceitar, pra depois pensar em aceitar uma companheira em sua vida. Enquanto voce precisar desse alguem, provavelmente ele não vai aparecer. E se por um acaso aparecer, o relacionamento está fadado ao insucesso. Uma mulher também é um ser humano, com sentimentos, desejos, sonhos, etc. Muitas vezes nos esquecemos disso. Uma namorada deve ser alguem com quem voce vai compartilhar de tudo, alguem que voce vai se importar, cuidar, dedicar, amar... sem esperar absolutamente nada em troca. Tem que adicionar coisas boas na sua vida, não preencher espaços vazios e necessidades.

Bom esse é o meu pensamento e a minha opinião a respeito. Voce esta ajudando muita gente com esse forum.. mas precisa se ajudar tambem. O caminho voce já sabe e viu que não é fácil. Se lamentar e se esconder não vai resolver. Eu não sei solução de nada, mas sei que assim não da pra ficar, então to tentando mudar aos poucos e me adaptar a essa nova vida.

Abraço e muita força de vontade a todos!! E Admin, o dobro de força pra voce. Obrigado por isso tudo que voce proporcionou, todo esse conhecimento e interação que rola aqui no fórum. Continue sua jornada com a gente e não desista!!

System, estou "quotando" esta mensagem que você escreveu para o Admin em outro tópico, porque achei genial! Obrigado por compartilhar.
Tenho 31 anos, sou viciado desde os 11 anos também, como você.
20 anos de derrota, mas já com 22 dias sem PMO  pirat 
Rumo ao reboot. Tamo junto nessa! Abração
avatar
Leandro-sp

Mensagens : 238
Reputação : 22
Data de inscrição : 11/07/2014
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - System

Mensagem  new em Ter Jul 22, 2014 4:01 pm

Desejo forças pra você sair do vício.

Interessante ver a relação de morar sozinho ou junto com outras pessoas. Eu moro com minha família, mas antes de parar eu me isolava no quarto, e relembrando vejo como era um comportamento patético da minha parte. Penso o mesmo que você. Queria morar sozinho, e vou em algum tempo, mas durante minha recuperação isso é impensável. Desde que decidi seriamente me livrar do vício, meu convívio com familiares tem sido excelente, dou risada, brinco, faço piada, converso e todos tem notado como venho sendo participativo. Antigamente esse comportamento era impensável.
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - System

Mensagem  Magrao em Ter Jul 22, 2014 11:46 pm

Bem-vindo Leandro! Tamo junto!

New, isso é um santo remédio contra PMO: o olhar dos outros. Eu também passei a ficar mais com minha família e menos no computador. Quero ver neguinho colocar o 'pau na mão' estando com o 'pai e a mãe' do lado haha Não resisti o trocadilho. Mas é isso: nosso vício só se realiza em privacidade. Passar mais tempo com a família ajuda ter menos tempo de brecha pra recaidas.

_________________

avatar
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

Ver perfil do usuário http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - System

Mensagem  new em Qua Jul 23, 2014 9:28 pm

Huahua pois é. Sem falar que é revigorante ter de volta o bom relacionamento da família. Aposto que muitos que passam por isso devem ter relação familiar conturbada, afinal PMO requer anos para surgir de forma devastadora, então são anos de isolamento. Sem falar que, como o Admin descreve em um post, quando a família "atrapalha" o vício é frustrante. Pelo menos no meu caso, a galera por aqui me via como alguém frustrado e isolado.
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - System

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum