O Prazer maldito ou a Vida Real

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Prazer maldito ou a Vida Real

Mensagem  Lince em Sab Fev 13, 2016 10:49 am

Boa tarde!
Pessoal, vejo que muitos aqui estão com dificuldades no momento de engatar o Reboot bem sucedido novamente, sei que não é fácil fazer isto porém creio que devemos balançar os prós e contras de viver com e sem o vício, ao meu ver o lado bom de abandonar PMO é principalmente a melhora da auto-estima, o que acaba refletindo em todas as áreas de nossas vidas, a energia aumenta, temos mais disposição para fazer as coisas inclusive as coisas chatas da vida que também são necessárias de se fazer, com uma autoestima melhor nossa auto-confiança também se fortalece, só pelo fato de vermos os dias passando e nós controlando o vicio já sentimos que podemos confiar mais em nós mesmos, agora quando recaímos acontece o contrário, pensamos: eu caí dnv nesta droga?? que porra eu sou de não conseguir nem controlar esta besteira de PMO? Ou mesmo: Poxa já prometi pra mim diversas vezes que ia parar e não consigo, sou um fracassado mesmo...Mas enfim galera, três coisas positivas já vejo aí em largar o vício, mais auto-estima, mais energia e mais auto-confiança, acho que se pensarmos bem só estas três coisas valiosas já valeriam a pena de se obter com a abstinência, mas há ainda mais coisas boas que conseguimos com o Reboot, na medida que avançamos no Reboot sentimos um sentimento verdadeiro de orgulho de saber que estamos vencendo um vicio que é tão difícil de combater, pois ele ataca uma das necessidades mais básicas do ser humano que é a necessidade sexual, tão básica como mesmo a necessidade de alimento, e sabendo que estamos vencendo este vicio difícil nos sentimos orgulhosos conosco mesmos, pois vemos que podemos sim ser vencedores na vida, primeiro vencendo este problema das nossas mentes depois vencendo qualquer outro obstáculo que possa aparecer, mas assim como no caso da auto-confiança, quando recaímos este orgulho também tende a ir por água abaixo...Estes são alguns pontos positivos que vejo quando estamos limpos da droga PMO, mas são só alguns, há vários outros mais, por exemplo: não precisar mais esconder dos outros as atividades que fazemos no dia a dia inclusive quando estamos no computador, não precisar ficar limpando o histórico toda a hora, nos tornamos mais atrativos para as mulheres, o que aliás é um ótimo benefício também, pois além das nossas testosteronas ficarem mais altas nos dando características mais viris, com o tempo que era desperdiçado com PMO usamos ele para fazer as coisas bem mais construtivas e úteis da vida, o que nos torna mais interessante para as mulheres em geral; são vários mesmo os benefícios de acabar com a PMO, nossa mente fica mais organizada, vivemos mais na realidade e meio que saímos do mundo da fantasia onde a PMO constantemente nos levava, é isso galera são vários os pontos positivos de acabar com o vício de vez mesmo, porém quero falar agora do outro lado da moeda, o lado negativo de ficar sem PMO...Primeiro e mais óbvio, perdemos um prazer “forte” na vida, pois querendo ou não PMO até o momento do clímax e do orgasmo nos dá um prazer sim, no momento achamos a coisa mais deliciosa do mundo e ficamos completamente cegos com o mundo ao redor, ficamos como que obcecados pelos videos e pela a masturbação, só que este momento de prazer não dura muito, após o orgasmo imediatamente fica chato o vicio, o vídeo perde a graça, a masturbação não dá mais por um tempo e a sensação de que ficamos saciado vem por um curto tempo tbm, mas logo em seguida vêm todo aquele lado destrutivo que sabemos do vicio, sentimentos de fracasso, culpa, derrota, destruição da autoestima, desânimo, tristeza, enfim posso ir falando vários outros mas vocês assim como eu já conhecem bem e é por isso e mais outras que eu considero este prazer maldito, maldito que por alguns instantes, segundos algumas vezes, sentimos a coisa mais deliciosa do mundo mas depois pagamos um preço de sofrimento que durará por muito mais horas mesmo, muitas vezes até por vários dias...Mas é isso galera, ia ficar alongando mais apontando o lado negativo de ficar sem PMO, porém o que me vem a cabeça é basicamente este mesmo, perdemos uma fonte de prazer na vida, e mesmo sendo um prazer maldito não deixa de ser prazer, por alguns momentos, mas não vejo outro prejuízo que podemos ter de abandonar o vicio, e já que perdemos um “prazer” com tudo o que ganhamos podemos buscar realmente outros muito melhores, mais saudáveis e compensadores do que este, por exemplo: buscar as mulheres reais de verdade, trabalhar mais, estudar mais, praticar atividades físicas, fazer leitura,passear, brincar, dançar, interagir, enfim fazer várias outras coisas que quando estamos viciados não sentimos interesse e muito menos ânimo para fazer...Só desejo uma coisa hoje amigos, que tenham consciência e ponham na balança tudo o que eu falei sobre o vicio, analisam mesmo o que ele vem fazendo na vida de vocês, e com consciência decidam de uma vez por todas: viver como um escravo da fantasia e do prazer maldito ou viver uma vida limpa e muito mais compensadora do que a escravidão?? Obrigado por quem leu tudo até aqui, desejo sinceramente que você possa fazer a melhor escolha HOJE e amanhã nós estaremos vivendo bem melhores, muito mais felizes e conscientes do que todos estes anos de vicio que já se passaram, força e sucesso amigos!! Sou como vocês também: ex-viciados em PMO, mas agora vencedores!!!Tamo junto pessoal...
avatar
Lince

Mensagens : 435
Reputação : 55
Data de inscrição : 19/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Prazer maldito ou a Vida Real

Mensagem  flavio em Seg Fev 15, 2016 8:24 pm

Como você está certo, amigo! É verdade, como essa porcaria de PMO detona nossa autoestima. Como sempre comento aqui sobre o tempo que já perdi, as oportunidades que passaram e não soube aproveitar porque minha autoconfiança estava lá embaixo e pensava eu que era algo inato meu, ora sou tímido, sem concentração, e não ligava isso à PMO. Amigos mais novos, peço que Deus iluminem os seus corações para que abandonem algo que ... atrasa ... nos empurra para baixo. Transforma-nos em derrotados. Não, chega disso amigos, tentem abandonar o vício e aproveitem uma vida melhor. De modo algum será a solução de tudo, mas um grande passo para recuperarmos nossa humanidade.
avatar
flavio

Mensagens : 1008
Reputação : 56
Data de inscrição : 30/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Prazer maldito ou a Vida Real

Mensagem  Kimbemba em Qua Fev 17, 2016 7:45 am

São essas sensações destrutivas que o Diego citou que eu não quero voltar a sentir. Eu por algumas vezes tentei suicídio com comprimidos por causa da PMO. A masturbação retira energia e vitalidade, coisas necessárias para vivermos. É crucial a gente prometer a nós próprios e aos outros que jamais voltaremos a cair. "O tempo passa e o vício continua". Eu não quero ser um caso perdido.
avatar
Kimbemba

Mensagens : 134
Reputação : 14
Data de inscrição : 12/07/2014
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Prazer maldito ou a Vida Real

Mensagem  ChapéuDePalhaDoInterior em Sex Jun 17, 2016 9:57 am

Falou tudo!!!
avatar
ChapéuDePalhaDoInterior

Mensagens : 8
Reputação : 0
Data de inscrição : 22/05/2016
Idade : 17

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Prazer maldito ou a Vida Real

Mensagem  flavio em Sab Jun 18, 2016 7:25 am

kimbemba, não tente mais nada disso para acabar com a PMO. Concordo que é triste tentarmos algo, esforçar-nos e não conseguir. A sensação de impotência e tristeza é grande. Como já senti isso ao longo de quase 30 anos de vício. Mesmo assim, caminhei, venço algumas batalhas, perco outras, mas cada dia tenho fé, apesar da idade na superação das dificuldades. Acho que você, que é mais novo, já tem uma grande vantagem sobre mim - Percebeu mais cedo o problema da PMO, Descobriu o fórum mais cedo. Provavelmente está com uns 20 anos na minha frente para, quando chegar aos 40, com certeza, mais realizado. Mesmo que ocorram recaídas, mantenha-se na caminhada. Pensa na sensação de atingir um ponto que nunca conseguiu como uma fase de videogame, imagina se já tivesse todas as dicas, os macetes, no game, não teria graça; certamente prefere ganhar pelo próprio esforço. Da mesma forma num jogo de futebol, imagina se o time adversário quisesse te ajudar, no lugar de também vencer, seria muito chato. Sua vitória suada, com certeza, valorizará sua vida. Compreendo que o pensamento de suicídio não é para se matar, ou fugir, você pensou em matar a PMO, mas não faça isso, a vida é bela, tanta coisa para fazer: família, amigos, trabalhos, viagens, profissão. É certo que há momentos difíceis, mas eles devem ser usados como testes para grandes conquistas!
avatar
flavio

Mensagens : 1008
Reputação : 56
Data de inscrição : 30/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Prazer maldito ou a Vida Real

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum