Compulsão

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Compulsão

Mensagem  Admin em Dom Out 26, 2014 3:44 pm

Ola amigos, vocês notam se são compulsivos em outras coisas alem da pornografia? pode parece meio obvio, ou até mesmo eu estar enganado mas as vezes penso que nosso problema não é nem a masturbação e nem a pornografia, nosso problema é sermos compulsivos, já notei que sou compulsivo com qualquer coisa que me de prazer, por exemplo se escuto uma musica que gosto vou ficar ouvindo ela o dia todo, as vezes no próximo dia continuo ouvindo até não aguentar mais, quando era viciado em jogos era a mesma coisa, ficava jogando até ficar completamente exausto, do contrários das outras pessoas que eu conheço ou conheci que conseguiam se controlar mais com as coisas que gostam.
Resumindo eu quando pego algo que gosto não quero parar mais, eu sou um cara que costumo criar minhas próprias teorias sobre as coisas e pode ser que muita gente não goste do que vou dizer agora mas eu acredito que pornografia, fantasias, masturbação não são os vilões da história, considero completamente natural fantasiar uma situação com uma mulher quando você vê alguém atraente, ou se masturbar de vez em quando, pessoas que não são viciadas fazem isso também e não sofrem nenhum mal, a diferença entre elas e nós é a frequência com que é feito.
É difícil dizer o que é certo e o que é errado, por exemplo, é errado comer? não é, mas dependendo da frequência que você faz isso pode se tornar prejudicial, qual a diferença entre eu e uma pessoa viciada em comida? talvez essa pessoa sinta um prazer que eu não sinto quando como, e ela queira repetir essa sensação infinitamente, assim como eu queria repetir infinitamente a sensação de dar uma gozada.


Obviamente não estou incentivando ninguém a ver um porno ou se masturbar, nem eu estou fazendo mais essas coisas pois sei que se fizer vai ser difícil me controlar depois, sei que vou ficar o dia todo pensando nisso e enquanto não fizer essa coisa não vai sair da minha cabeça, como qualquer outra coisa que me de prazer.
Gostaria apenas de analisar o perfil do pessoal aqui do fórum, gostaria de saber se vocês notam se tem compulsão por outras coisas também, talvez o vicio em pornografia seja apenas uma consequência de um problema central que seria a compulsividade, eu me sinto um escravo do prazer, um amigo meu já me disse que eu tenho que me controlar mais com as coisas que eu gosto de fazer e eu cheguei a conclusão que ele tem razão, não é só a masturbação que eu tenho que controlar mas sim aprender a controlar essa vontade de não parar mais de fazer as coisas que me dão prazer.

_________________
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 111
Reputação : 19
Data de inscrição : 24/02/2014

Ver perfil do usuário http://apoio.forumais.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  new em Seg Out 27, 2014 5:47 am

Acho que a pornografia é sim vilã das nossas vidas, ora, uma coisa está ligada a outra, se somos compulsivos, somos compulsivos em alguma coisa maléfica ao nosso bem-estar. Combater a compulsividade, portanto, é combater o ato que leva à compulsividade, ou seja, não adianta combater o comportamento compulsivo se tornando complacente com a pornografia, uma vez que o objetivo é acabar com a compulsividade por pornografia.

Se eu gosto de uma música, também, posso bem escutá-la o dia inteiro, porque sei que isso não me fará mal. Com pornografia é diferente porque, mesmo sabendo que ela faz mal através de meios científicos, não conseguimos parar. Atualmente meu problema é a pornografia, e é contra ela que vou lutar sistematicamente, porque ela representa o atraso na minha vida desde muito tempo.

O que já me questionei foi o seguinte: o vício em PMO ocasionou todos os problemas da minha vida ou os problemas da minha vida me levaram ao vício PMO? Acho que a segunda opção. Leio diversos relatos e em quase todos vejo uma coisa em comum: introversão social que levou ao vício em computador, consequentemente ao vício em pornografia. Por esse motivo que acho que não se combate o vício em PMO apenas se abstendo da pornografia, e sim fazendo um verdadeiro reboot no dia a dia, mudando os hábitos, costumes, inserindo atividades etc.
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Espírito Azul em Seg Out 27, 2014 8:18 am

new escreveu:Acho que a pornografia é sim vilã das nossas vidas, ora, uma coisa está ligada a outra, se somos compulsivos, somos compulsivos em alguma coisa maléfica ao nosso bem-estar. Combater a compulsividade, portanto, é combater o ato que leva à compulsividade, ou seja, não adianta combater o comportamento compulsivo se tornando complacente com a pornografia, uma vez que o objetivo é acabar com a compulsividade por pornografia.

Se eu gosto de uma música, também, posso bem escutá-la o dia inteiro, porque sei que isso não me fará mal. Com pornografia é diferente porque, mesmo sabendo que ela faz mal através de meios científicos, não conseguimos parar. Atualmente meu problema é a pornografia, e é contra ela que vou lutar sistematicamente, porque ela representa o atraso na minha vida desde muito tempo.

O que já me questionei foi o seguinte: o vício em PMO ocasionou todos os problemas da minha vida ou os problemas da minha vida me levaram ao vício PMO? Acho que a segunda opção. Leio diversos relatos e em quase todos vejo uma coisa em comum: introversão social que levou ao vício em computador, consequentemente ao vício em pornografia. Por esse motivo que acho que não se combate o vício em PMO apenas se abstendo da pornografia, e sim fazendo um verdadeiro reboot no dia a dia, mudando os hábitos, costumes, inserindo atividades etc.


Concordo com você, new. A pornografia que nos leva ao vício. poxa, escutar música não atrapalha, nao fico desconcentrado, nao fico irritado, nao tenho vergonha de falar com as pessoas. A música depois de um tempo passa!!! Não conheço uma pessoa que escuta a msm música todos os dias durante 4ano ou mais.

Acredito que a P foi o alivio que busque para minhas frustrações, meu tédio.
Estou entediado, sem nada para fazer, ficou horas e mais horas vendo P, aquilo é interminável, é uma melhor que a outra, sempre em busca da cena perfeita, da garota perfeita. até o momento do O. Ai lasca tudo... porém depois de 15 à 30 minutos você pode voltar para o mesmo ciclo do vício.

Acredito que a compulsão seja algo de personalidade, ou algo que se adquiriu, aafinal, podemos ser compulsivos, porém escolher o que nos fará bem ou mal. Exemplo: se eu for compulsivo em estudar Inglês ou correr ou tocar violão, isso me fará uma pessoa virtuosa em aspectos listado.

Porém o principal que tempo que aprender a fazer é administrar o nosso tempo. Saber quanto tempo destinaremos para tal atividade, até o pode de se tornar um costume.

Acredito que o meu problema hoje é o hábito de PMO. portanto, penso que um dia não precisarei ficar me vigiando, controlando para não ver determinadas coisa ao estilo: foda-se o mundo eu vou ver aquela cena....
Não importa se estava estudando, ou trabalhando. Para mim esse é ter o controle do vício, domar esse desejo que hoje começa a ser controlável.

Espero contribuir, abraço
avatar
Espírito Azul

Mensagens : 531
Reputação : 31
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  new em Seg Out 27, 2014 10:30 am

Exato. Tirando o P da matemática, resta o M e o O. Orgasmo, claro, não é nem deve ser condenável, mas nosso cérebro foi condicionado por anos a um comportamento compulsivo, logo M nos leva a fantasia, que acaba sendo mesma coisa que P, em grau menos, claro, mas mesmo assim a lógica faz sentido. Impossível se masturbar sem fantasiar, e quanto mais fantasiamos mais queremos fantasiar: o procedimento é igual ao do PMO.
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Admin em Seg Out 27, 2014 8:20 pm

Obvio que ouvir musica não fara mal algum pra você né? usei apenas pra exemplificar um comportamento que possuo com algo que me da prazer, e é claro que você não vai ouvir uma musica por 4 anos pois ela enjoa, tanto que mencionei que escuto até não aguentar mais.

"Combater a compulsividade, portanto, é combater o ato que leva à compulsividade", discordo de você, na minha opinião combater a compulsividade é aprender a controlar o desejo de fazer algo, se você tem compulsão por sexo você vai resolver isso como? parando de fazer sexo pra sempre? acha que um reboot de sexo vai fazer você ter mais controle quando fizer novamente? se fosse assim após o reboot você iria conseguir se masturbar e não ia querer fazer isso todo dia ou varias vezes por dia, ia conseguir ver um porno e não tornar isso uma rotina, você vai cair no vicio novamente pois não sabe controlar seus desejos.

Estou a 28 dias sem PMO e não estou com nenhuma vontade de fazer, porem se fizer vou querer fazer o tempo todo, e vou acabar fazendo o tempo todo sabe porque? porque não sei controlar meus desejos.
Pra mim o que diferencia um alcolatra de um cara que bebe socialmente é que um não sabe controlar seus desejos, o cara tem vontade e simplesmente faz, o outro pode estar com vontade de beber a semana toda mas espera chegar um final de semana pra beber com os amigos, não precisa fazer isso a todo momento que sentir vontade.

Acredito que a compulsão é igual uma criança mimada, você vai resolver o problema de uma criança mimada não dando nunca mais carinho, brinquedos ou outra coisa que ela queira? você cria a consciência nela que ela não pode ter tudo que quiser na hora que quiser, e a impressão que eu tenho é que a minha mente esta mimada pois se eu gosto de algo eu nunca exito em fazer e não quero mais parar, preciso criar a consciência de que não preciso fazer as coisas que me dao prazer o tempo todo sem parar e sim que posso faze-las em outros momentos, que posso fazer outras coisas no lugar.
Estou a 28 dias limpo mas isso não significa nada, não estou com nenhuma vontade de ver porno ou me masturbar, as recaídas ocorrem quando a vontade bate, e são nesses momentos que eu não sei dizer não pra mim mesmo, preciso acostumar a minha mente com a ideia de que não é por que estou com vontade de ver porno que preciso realmente ver, não é por que estou com vontade de me masturbar que isso tem que ser feito com prioridade, as vezes como um lanche no mc donalds aqui perto de casa e no outro dia sinto vontade de comer de novo, porem consigo falar pra mim mesmo que já comi um lanche no dia anterior e não preciso comer isso de novo hoje, posso deixar pra outro dia, posso fazer outra coisa que me de prazer que não seja comer esse lanche, preciso educar a minha mente com esse tipo de pensamento pra qualquer coisa que eu queira fazer de forma obssesiva.

Ninguem aqui esta livre de voltar ao vicio após esse reboot se não aprender a controlar seus desejos, e pra mim controlar a compulsividade é aprender a controlar seus desejos, seja pra ver porno, jogar vídeo game, comer, beber, etc...
Eu tenho total conciencia que tenho essa tendencia a vicios, nada me impede de ser um futuro viciado em sexo, ou um viciado em alcool, ou qualquer outro tipo de vicio, não sei controlar meus desejos e vou tentar mudar isso.

_________________
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 111
Reputação : 19
Data de inscrição : 24/02/2014

Ver perfil do usuário http://apoio.forumais.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  new em Ter Out 28, 2014 6:02 am

Mas usei o exemplo da música para mostrar que é a comparação era injusta. Mantenho a minha opinião sobre combater a compulsão: a compulsão está ligada o ato que leva a compulsão, e não vejo lógica pensar o contrário, até porque não vemos alcoólatras viciados em PMO nem viciados em PMO alcoólatras (apenas como exemplo). Uma pessoa que tivesse compulsão por tudo que dá prazer, simplesmente não conseguiria viver no mundo em que vivemos.

Inclusive, acho que esse pensamento pode criar uma situação de "amizade" com a pornografia, algo como "vou controlar meus impulsos e me masturbar como alguém normal o faz, dia sim dia não, talvez, duas vezes por semana, ver um pornô aqui um ali de vez em quando" e acho esse tipo de pensamento extremamente maléfico para o reboot.

Parece paranóia, mas o menor deslize leva à recaída. O menor vacilo cria uma avalanche que se torna incontrolável no final das contas e nos leva de novo ao vício. Digo por experiência própria.
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  new em Ter Out 28, 2014 6:39 am

Sobre tratar o vício como uma criança mimada, eu concordo. Tem uma analogia que não lembro onde li: o vício é um lobo feroz, que se alimenta de PMO. Quando você corta o PMO da dieta dele, ele fica furioso e te ameaça, te controla, te põe medo, mas aos poucos ele vai ficando fraco. Ele nunca vai morrer, vai estar sempre lá, mas cada vez mais magro e incapaz. Basta não alimentá-lo.

Resumindo, esse fórum foi criado para combatermos a pornografia, ora... ela representa o nosso vício, não? É nisso que somos viciados, e é ela que nos causa diversos malefícios, todos pontuados através de argumentos científicos. Então vamos combatê-la, criar estratégias para sanar essa besta que espera ser alimentada por PMO!

avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  flavio em Ter Out 28, 2014 8:32 am

Amigos, realmente não creio que a pornografia somente seja a causa dos nossos fracassos, somente, creio que há outras fontes para nos levar à ela: dificuldade em aceitar alguns fracassos, excesso de alegria em outros momentos, pelo menos essas situações foram estopim para eu ter recaídas. Mas com certeza, a compulsão sexual na pornografia me deixava mais deprimido, pois me sentia fraco. Confesso que hoje aos meus 40 anos não tenho compulsão por bebida (aprecio sem exageros), games, música. Mas quando sentia o desejo pela pornografia, ficava realmente irracional, só pensava em ir para frente do computador e me masturbar. Hoje, já tenho mais de 30 dias sem PMO, imaginava que as coisas iam ficar mais fáceis: acordei e olhei meu antigo histórico no google, pensei vou dar uma olhada, achei que à medida que o tempo passa, o desejo diminui, de qualquer forma não avancei para não recair.
avatar
flavio

Mensagens : 1008
Reputação : 56
Data de inscrição : 30/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  mojo99 em Ter Out 28, 2014 11:09 am

Admin escreveu:Ola amigos, vocês notam se são compulsivos em outras coisas alem da pornografia? pode parece meio obvio, ou até mesmo eu estar enganado mas as vezes penso que nosso problema não é nem a masturbação e nem a pornografia, nosso problema é sermos compulsivos, já notei que sou compulsivo com qualquer coisa que me de prazer, por exemplo se escuto uma musica que gosto vou ficar ouvindo ela o dia todo, as vezes no próximo dia continuo ouvindo até não aguentar mais, quando era viciado em jogos era a mesma coisa, ficava jogando até ficar completamente exausto, do contrários das outras pessoas que eu conheço ou conheci que conseguiam se controlar mais com as coisas que gostam.
Resumindo eu quando pego algo que gosto não quero parar mais, eu sou um cara que costumo criar minhas próprias teorias sobre as coisas e pode ser que muita gente não goste do que vou dizer agora mas eu acredito que pornografia, fantasias, masturbação não são os vilões da história, considero completamente natural fantasiar uma situação com uma mulher quando você vê alguém atraente, ou se masturbar de vez em quando, pessoas que não são viciadas fazem isso também e não sofrem nenhum mal, a diferença entre elas e nós é a frequência com que é feito.
É difícil dizer o que é certo e o que é errado, por exemplo, é errado comer? não é, mas dependendo da frequência que você faz isso pode se tornar prejudicial, qual a diferença entre eu e uma pessoa viciada em comida? talvez essa pessoa sinta um prazer que eu não sinto quando como, e ela queira repetir essa sensação infinitamente, assim como eu queria repetir infinitamente a sensação de dar uma gozada.


Obviamente não estou incentivando ninguém a ver um porno ou se masturbar, nem eu estou fazendo mais essas coisas pois sei que se fizer vai ser difícil me controlar depois, sei que vou ficar o dia todo pensando nisso e enquanto não fizer essa coisa não vai sair da minha cabeça, como qualquer outra coisa que me de prazer.
Gostaria apenas de analisar o perfil do pessoal aqui do fórum, gostaria de saber se vocês notam se tem compulsão por outras coisas também, talvez o vicio em pornografia seja apenas uma consequência de um problema central que seria a compulsividade, eu me sinto um escravo do prazer, um amigo meu já me disse que eu tenho que me controlar mais com as coisas que eu gosto de fazer e eu cheguei a conclusão que ele tem razão, não é só a masturbação que eu tenho que controlar mas sim aprender a controlar essa vontade de não parar mais de fazer as coisas que me dão prazer.

Admin,

Eu me identifico com o que você falou. Tenho vício em PMO e de quebra sou alcoólatra. A raiz dos meus problemas é sim a compulsividade, mas não tenho aqui a pretensão de extrapolar o universo de viciados a partir da minha própria experiência. Cada um é cada um. Meu vício é o próprio processo de se viciar. A dúvida é se isso é algo inato ou condicionado. Na minha opinião a segunda opção é a verdadeira. Ninguém é alcoólatra no primeiro copo de bebida que bebeu. Ninguém é viciado em PMO quando bateu a primeira punheta. Claro que há a predisposição química, e não a ignoro, mas é o hábito que nos torna viciados.

Então porque somos condicionados? Ao meu ver, foram os valores com os quais crescemos. Os valores da nossa sociedade. Desde cedo nos é pregado que podemos ser e podemos fazer o que quisermos. E ser/fazer o que se quer é totalmente diferente de ser feliz. Mas nos fizeram acreditar o contrário. Desde pequenos, na verdade; escolhemos tudo desde sempre, e como nos foi dada e incentivada essa liberdade, buscamos sempre o prazer porque acreditamos que ele nos fará feliz. Uma pessoa "normal" bate uma punheta e logo depois pára. Mas nós, "os viciados", nos condicionamos, consciente ou inconscientemente, que devemos buscar o prazer sempre e fazer o que se quer. Ora, sua vida está mal, você está deprimido, triste, entediado, estressado ou whatever, então você só bate mais uma porque condicionou aquela ação à felicidade. E o hábito te torna viciado. Estou citando uma punheta, mas poderia ser um prato gorduroso, uma rodada de pôquer ou sacolas cheias em um shopping center. Fomos condicionados ao escapismo. Porque prazer em demasia é escapismo. Nos tornamos covardes, frustrados. E não sabemos o porquê e mergulhamos ainda mais no(s) vício(s).

Não é à toa que vemos cada vez mais ocidentais buscando uma espiritualidade oriental. Na Índia, você não pode ser o que você quiser. Você já nasce em uma determinada casta e você é aquilo pra sempre. No Tibet, o dalai lama É o dalai lama, ele não escolheu sê-lo. O ego dessas sociedades é muito menor que o nosso e eles são muito mais felizes. Aqui, temos um ego tão inchado que a nossa visão de mundo simplesmente não bate com o Universo ao nosso redor. É como disse Tyler Durden no Fight Club:

"Somos uma geração sem peso na história.
Sem propósito ou lugar.
Nós não temos uma Guerra Mundial.
Nós não temos uma Grande Depressão.
Nossa Guerra é a espiritual.
Nossa Depressão, são nossas vidas.
Fomos criados através da tv para acreditar que um dia seriamos milionários, estrelas do cinema ou astros do rock.
Mas não somos."

Não advogo para que subamos o Himalaia ou viremos hindus; mas que reajustemos nossos valores. Vejo alguns membros aqui do fórum que têm mais de um vício. Ontem mesmo estava vendo o vídeo de uma psicóloga (que alguém postou aqui no fórum) e ela tinha alcoolismo e distúrbios alimentares. O problema é mais profundo do que julgamos.
avatar
mojo99

Mensagens : 28
Reputação : 2
Data de inscrição : 13/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  new em Ter Out 28, 2014 12:47 pm

flaviodf2014 escreveu:Amigos, realmente não creio que a pornografia somente seja a causa dos nossos fracassos, somente, creio que há outras fontes para nos levar à ela: dificuldade em aceitar alguns fracassos, excesso de alegria em outros momentos, pelo menos essas situações foram estopim para eu ter recaídas. Mas com certeza, a compulsão sexual na pornografia me deixava mais deprimido, pois me sentia fraco. Confesso que hoje aos meus 40 anos não tenho compulsão por bebida (aprecio sem exageros), games, música. Mas quando sentia o desejo pela pornografia, ficava realmente irracional, só pensava em ir para frente do computador e me masturbar. Hoje, já tenho mais de 30 dias sem PMO, imaginava que as coisas iam ficar mais fáceis: acordei e olhei meu antigo histórico no google, pensei vou dar uma olhada, achei que à medida que o tempo passa, o desejo diminui, de qualquer forma não avancei para não recair.

É algo que penso com frequencia, que o vício em PMO não é o causador dos meus problemas, e sim meus problemas causadores do vício em PMO. Era uma criança enérgica, mas tomei outro rumo talvez devido à mudança de escola, falta de amizade, sei lá, mas fato é que cresci inseguro e problemático, e procurei refúgio na pornografia. Por isso defendo que a mudança para acabarmos com o PMO deve ser completa: mudar cada aspecto da nossa vida... enfim, falo isso o tempo todo, hahaha vcs já devem estar de saco cheio, mas é isso que penso.

ps.: já pensou em excluir os coockies do navegador? Se você nunca mais vai usar, para que deixar lá, não é mesmo? Quando recaí, um dia depois eu tinha deletado cada rastro minúsculo no meu e-mail, troquei senhas etc.
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Admin em Ter Out 28, 2014 6:58 pm

Li uma vez q o vicio enfraquece não sei oq lá no cérebro, na minha opinião eu sempre tive essa região enfraquecida, sou viciado em masturbacao desde muito novo e não posso afirmar q a causa do vicio foi por dificuldades na vida, eu Mr masturbava compulsuvamente pq era gostoso pra caralho, dei tudo q minha mente queria sempre q ela pedia, e talvez o vicio me fez tornar uma pessoa solitaria.

Ultimamente a impressão q estou tendo eh q estou apenas varrendo a sujeito pra debaixo do tapete, não estou fazendo PMO mas não estou resolvendo o agente causador do problema, não posso dizer q me livrei do vicio em jogos pois a uns meses atraz estava passando o dia todo jogando um RPG, porem tive a sensação de estar jogando a vida fora e fiz um estorco e desinstalei o jogo, eu não me tornei viciado pq tenho problemas na vida, todo mundo tem problemas e muitos sofrem muito mais do q eu e não possuem vicio algum, me tornei viciado pois não tenho auto controle, e acredito q isso pode ser desenvolvido no dia a dia, ao invés de passar o dia todo ouvindo a mesma música eu poderia ouvir outras pois dessa forma essa música ainda continuara sendo legal nos próximos dias e eu iria curtir e conhecet outros sons, poderia jogar uma ou duas horas un jogo e aproveitar outros momentos prazeirosos da vida, porem eu faco o contrário, eu esgoto todas as minhas fontes de prazer, escuto uma música ate ela se tornar chata e depois fico sem ter oq ouvir, vejo porno ate ficar impotente e não sentir mais prazer, e por ai vai...


_________________
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 111
Reputação : 19
Data de inscrição : 24/02/2014

Ver perfil do usuário http://apoio.forumais.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Admin em Ter Out 28, 2014 7:06 pm

Aproveitando a analogia do new, o lobo eh feroz e te ameaça, fica fraco quando eh ignorado, os dois saem perdendo na historia, porem talvez com um pouco mais de esforco voce consiga domar a fera, e assim os dois saem ganhando, ou seja, talvez vc consigar domar sua mente e assim conseguira desfrutar de muito mais coisas na vida sem criar um problema, no comeco sua mente vai de revoltar, mas com o tempo vc terá o controle da situação, assim como terá controle sobre o lobo furioso.

_________________
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 111
Reputação : 19
Data de inscrição : 24/02/2014

Ver perfil do usuário http://apoio.forumais.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Admin em Ter Out 28, 2014 8:27 pm

sergiodoug escreveu:
Acredito que a compulsão seja algo de personalidade, ou algo que se adquiriu, a afinal, podemos ser compulsivos, porém escolher o que nos fará bem ou mal. Exemplo: se eu for compulsivo em estudar Inglês ou correr ou tocar violão, isso me fará uma pessoa virtuosa em aspectos listado.


Espero contribuir, abraço  

Vou ter que discordar novamente, a lei do universo é o equilíbrio, todas as reações que ocorrem no seu corpo ou no universos sempre tendem a buscar o equilíbrio, quando algo sai do equilíbrio coisas erradas começam a acontecer, qualquer coisa que você fizer demais ira te fazer mal, até estudar, experimenta estudar o tempo todo pra você ver, você irá adquirir bastante conhecimento teórico porem nada prático, provavelmente será um cara com dificuldades de se relacionar com pessoas pois não faz isso com frequência, de nada adianta ser super inteligente e um cara sem equilíbrio emocional algum, ou não saber se relacionar com os outros, conheço uma menina que só estudava o dia todo, queria passar em concursos, hoje ela conseguiu isso mas é infeliz do mesmo jeito, não sabe se relacionar com os outros e tem um monte de problemas, eu mesmo tive muita dificuldade em voltar a me relacionar com outras pessoas depois do ano do vestibular, estudava 11 horas ou mais por dia todos os dias, quando ia conversar com alguém nem sabia o que falar.

" até porque não vemos alcoólatras viciados em PMO nem viciados em PMO alcoólatras (apenas como exemplo)."

Você fala isso com base em que? acabou de aparecer um contra exemplo ai, eu mesmo era um contra exemplo na verdade...

"Inclusive, acho que esse pensamento pode criar uma situação de "amizade" com a pornografia, algo como "vou controlar meus impulsos e me masturbar como alguém normal o faz, dia sim dia não, talvez, duas vezes por semana, ver um pornô aqui um ali de vez em quando" e acho esse tipo de pensamento extremamente maléfico para o reboot."

O cara tem que ser muito ignorante pra fazer isso em um reboot, ninguém aqui vai conseguir isso pois ninguém tem controle de si, não vejo nada de maléfico nisso pro reboot, será maléfico dependendo da forma que você interpretar tudo que eu escrevi, a idéia aqui é que vocês idenfiquem se possuem outros comportamentos compulsivos alem de pornografia e tentem ir controlando isso dia a dia, da mesma forma que uma criança mimada não aceita ouvir não no começo sua mente também não ira aceitar, porem com o tempo ira cedendo e talvez com algum tempo de pratica você consiga controlar seus desejos e fazer as coisas de forma equilibrada, voltando ao exemplo da musica eu posso ouvi-la outro dia, posso experimentar outras musicas, preciso repetir isso pra mim mesmo até o ponto que eu queira fazer algo e pense "Já fiz isso hoje, ou ontem, e não preciso repetir novamente isso agora" e eu fique em paz com isso.

"A dúvida é se isso é algo inato ou condicionado. Na minha opinião a segunda opção é a verdadeira. Ninguém é alcoólatra no primeiro copo de bebida que bebeu. Ninguém é viciado em PMO quando bateu a primeira punheta. Claro que há a predisposição química, e não a ignoro, mas é o hábito que nos torna viciados."

Concordo com você, todo mundo acha gostoso bater uma punheta, e muita gente acha gostoso tomar uma cerveja, porem algumas pessoas sabem impor limites e outras não, desde a infância já comentava com meus colegas que batia varias punhetas no mesmo dia e eles achavam isso um absurdo, sem necessidade nenhuma e falavam que preferiam esperar passar uns dias pra fazer de novo, eu condicionei incorretamente minha mente, acostumei a dar tudo que ela quer, o reboot é dificil pra caramba nos primeiros dias mas se você parar pra pensar, quantas vezes você rejeito a ideia de se masturbar ou ver porno quando teve vontade? eu pelo menos nunca, sempre que dava vontade eu fazia, passei todos esses anos da minha vida condicionando minha mente a ter o que quer quando pedir, óbvio que será difícil recusar um desejo, o natural pra minha cabeça é ter o que pede e não receber um não.

Resumindo, gosto de ver as coisas como uma oportunidade de aprendizado, talvez esses vicios vem pra mim como uma oportunidade de eu controlar meus desejos, não existe outra forma de melhorar sem sofrer, se você é um cara impaciente por exemplo a vida te dará oportunidade de ser paciente, do contrario de qual outra forma você melhoraria essa fraqueza se não fosse exposto a própria fonte do problema?,a cura de uma doença esta na própria doença porém em dose menor, a cura de nossa compulsividade talvez esteja em ter doses menores e controladas daquilo que nos causa problemas, é o no pain no gain da vida, tudo que vale a pena exige esforço, dificilmente alguém aprende algo sem sofrer, se seu filho esta bagunçando na escola e você passar a mão na cabeça dele as coisas só tendem a piorar, porem se for mais duro com ele talvez ele sofra um pouco mas ira aprender, a vida bate onde doí mais, e no caso estamos vivendo de forma errada e estamos apanhando da vida, estamos recebendo uma punição da vida mas é pelo nosso próprio bem, assim como nossos pais nos colocavam de castigo quando fazíamos algo errado quando eramos crianças.

_________________
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 111
Reputação : 19
Data de inscrição : 24/02/2014

Ver perfil do usuário http://apoio.forumais.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  mojo99 em Ter Out 28, 2014 11:00 pm

Admin escreveu:
sergiodoug escreveu:
Acredito que a compulsão seja algo de personalidade, ou algo que se adquiriu, a afinal, podemos ser compulsivos, porém escolher o que nos fará bem ou mal. Exemplo: se eu for compulsivo em estudar Inglês ou correr ou tocar violão, isso me fará uma pessoa virtuosa em aspectos listado.


Espero contribuir, abraço  

Vou ter que discordar novamente, a lei do universo é o equilíbrio, todas as reações que ocorrem no seu corpo ou no universos sempre tendem a buscar o equilíbrio, quando algo sai do equilíbrio coisas erradas começam a acontecer, qualquer coisa que você fizer demais ira te fazer mal, até estudar, experimenta estudar o tempo todo pra você ver, você irá adquirir bastante conhecimento teórico porem nada prático, provavelmente será um cara com dificuldades de se relacionar com pessoas pois não faz isso com frequência, de nada adianta ser super inteligente e um cara sem equilíbrio emocional algum, ou não saber se relacionar com os outros, conheço uma menina que só estudava o dia todo, queria passar em concursos, hoje ela conseguiu isso mas é infeliz do mesmo jeito, não sabe se relacionar com os outros e tem um monte de problemas, eu mesmo tive muita dificuldade em voltar a me relacionar com outras pessoas depois do ano do vestibular, estudava 11 horas ou mais por dia todos os dias, quando ia conversar com alguém nem sabia o que falar.

" até porque não vemos alcoólatras viciados em PMO nem viciados em PMO alcoólatras (apenas como exemplo)."

Você fala isso com base em que? acabou de aparecer um contra exemplo ai, eu mesmo era um contra exemplo na verdade...

"Inclusive, acho que esse pensamento pode criar uma situação de "amizade" com a pornografia, algo como "vou controlar meus impulsos e me masturbar como alguém normal o faz, dia sim dia não, talvez, duas vezes por semana, ver um pornô aqui um ali de vez em quando" e acho esse tipo de pensamento extremamente maléfico para o reboot."

O cara tem que ser muito ignorante pra fazer isso em um reboot, ninguém aqui vai conseguir isso pois ninguém tem controle de si, não vejo nada de maléfico nisso pro reboot, será maléfico dependendo da forma que você interpretar tudo que eu escrevi, a idéia aqui é que vocês idenfiquem se possuem outros comportamentos compulsivos alem de pornografia e tentem ir controlando isso dia a dia, da mesma forma que uma criança mimada não aceita ouvir não no começo sua mente também não ira aceitar, porem com o tempo ira cedendo e talvez com algum tempo de pratica você consiga controlar seus desejos e fazer as coisas de forma equilibrada, voltando ao exemplo da musica eu posso ouvi-la outro dia, posso experimentar outras musicas, preciso repetir isso pra mim mesmo até o ponto que eu queira fazer algo e pense "Já fiz isso hoje, ou ontem, e não preciso repetir novamente isso agora" e eu fique em paz com isso.

"A dúvida é se isso é algo inato ou condicionado. Na minha opinião a segunda opção é a verdadeira. Ninguém é alcoólatra no primeiro copo de bebida que bebeu. Ninguém é viciado em PMO quando bateu a primeira punheta. Claro que há a predisposição química, e não a ignoro, mas é o hábito que nos torna viciados."

Concordo com você, todo mundo acha gostoso bater uma punheta, e muita gente acha gostoso tomar uma cerveja, porem algumas pessoas sabem impor limites e outras não, desde a infância já comentava com meus colegas que batia varias punhetas no mesmo dia e eles achavam isso um absurdo, sem necessidade nenhuma e falavam que preferiam esperar passar uns dias pra fazer de novo, eu condicionei incorretamente minha mente, acostumei a dar tudo que ela quer, o reboot é dificil pra caramba nos primeiros dias mas se você parar pra pensar, quantas vezes você rejeito a ideia de se masturbar ou ver porno quando teve vontade? eu pelo menos nunca, sempre que dava vontade eu fazia, passei todos esses anos da minha vida condicionando minha mente a ter o que quer quando pedir, óbvio que será difícil recusar um desejo, o natural pra minha cabeça é ter o que pede e não receber um não.

Resumindo, gosto de ver as coisas como uma oportunidade de aprendizado, talvez esses vicios vem pra mim como uma oportunidade de eu controlar meus desejos, não existe outra forma de melhorar sem sofrer, se você é um cara impaciente por exemplo a vida te dará oportunidade de ser paciente, do contrario de qual outra forma você melhoraria essa fraqueza se não fosse exposto a própria fonte do problema?,a cura de uma doença esta na própria doença porém em dose menor, a cura de nossa compulsividade talvez esteja em ter doses menores e controladas daquilo que nos causa problemas, é o no pain no gain da vida, tudo que vale a pena exige esforço, dificilmente alguém aprende algo sem sofrer, se seu filho esta bagunçando na escola e você passar a mão na cabeça dele as coisas só tendem a piorar, porem se for mais duro com ele talvez ele sofra um pouco mas ira aprender, a vida bate onde doí mais, e no caso estamos vivendo de forma errada e estamos apanhando da vida, estamos recebendo uma punição da vida mas é pelo nosso próprio bem, assim como nossos pais nos colocavam de castigo quando fazíamos algo errado quando eramos crianças.

Admin,

Te garanto (pelo que pude ler das suas ideias) que sou muito parecido com você. Essas mesmas reflexões que você teve eu já tive em algum momento da vida. Só te digo o seguinte, meu caro: se nosso cérebro foi condicionado pro mal também pode ser condicionado pro bem. E se nós já sabemos qual é o problema, já temos a metade da solução. A outra é força de vontade.

Desde que comecei o reboot do PMO e do álcool comecei a fazer um reboot "paralelo": manter na rotina a atitude de fazer coisas que eu não quero fazer. Por exemplo, eu acordo cedo e vou tomar banho. Eu me disciplino para tomar banho frio, porque eu quero tomar banho quente sempre que acordo cedo. Digo então a mim mesmo: "se eu não tenho a capacidade de sair da minha zona de conforto e tomar um mero banho frio, como poderei sair dela em questões que serão essenciais à minha felicidade? Porque é impossível ser feliz sem lutar". E então eu tomo o banho frio. Veja, não importa o quanto você se debata internamente, é importante ser prático e cumprir a meta. E assim faço com outras pequenas coisas do dia-dia:

"Se eu não tenho a capacidade de sair da minha zona de conforto e correr vinte minutos hoje..."

"Se eu não tenho a capacidade de sair da minha zona de conforto e comer verduras e frutas..."

"Se eu não tenho a capacidade de sair da minha zona de conforto e ficar algumas horas sem ver o whats app..."

"Se eu não tenho a capacidade de sair da minha zona de conforto e falar com aquela garota bonita ali no ponto de ônibus..."

Esse tipo de coisa. No fim do dia anoto tudo em um diário e vejo o que posso melhorar no dia seguinte. Cara, se você fizer isso te garanto que sua vida vai dar um up legal. Como eu vejo que a minha está dando, pouco a pouco. Claro que é um processo, não vai ser do dia pra noite. Mas anos fazendo isso creio que melhoraremos muito como seres humanos.

Outro exercício mental que faço é o da mosca. Quando me pego em conflito pergunto a mim mesmo se eu quero ser a mosca da fábula do Esopo:

"Do pote de mel a gota caiu.
A mosca chegou, lambeu, lambeu e se lambuzou.

A perna prendeu,
A asa caiu.

Lutou e lutou
Até que morreu."

Moral: por que destruir a si no prazer?

Espero ter ajudado. Força!
avatar
mojo99

Mensagens : 28
Reputação : 2
Data de inscrição : 13/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  new em Qua Out 29, 2014 6:53 am

Admin escreveu:Aproveitando a analogia do new, o lobo eh feroz e te ameaça, fica fraco quando eh ignorado, os dois saem perdendo na historia, porem talvez com um pouco mais de esforco voce consiga domar a fera, e assim os dois saem ganhando, ou seja, talvez vc consigar domar sua mente e assim conseguira desfrutar de muito mais coisas na vida sem criar um problema, no comeco sua mente vai de revoltar, mas com o tempo vc terá o controle da situação, assim como terá controle sobre o lobo furioso.

Em que sentido eu poderia me beneficiar em me aliar com o vício?
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  new em Qua Out 29, 2014 7:10 am

Admin, o problema é que o nosso cérebro já sofreu anos de condicionamento pelo PMO. SOMOS VICIADOS. Da mesma forma que é impossível um alcoólatra "beber socialmente", sua ideia de que é possível manter um relacionamento de amizade com a ponografia é incabível. Você tem dois casos como exemplo recentes: magrão, que depois de 90 dias começou a se masturbar periodicamente, para se alivar e no final das contas perdeu o controle, e o Fênix, que fez a mesma coisa depois de 115. Ambos caíram na farra pornô. Já viu alguém do AA beber socialmente? Algum ex-dependente usando usando cocaína só de final de semana? Pelo amor de deus...

Lembro-me de diversos posts seus de antigamente dizendo que queria se masturbar como alguém normal, ver pornô como alguém normal, e este tópico ao meu ver é um reflexo dessa vontade. Uma justificativa bem elaborada de que você irá conseguir controlar o vício mesmo com exemplos claros de que isso não é possível.

No mais, acredito que TODOS que consomem pornografia estão sujeitos aos melefícios do vício. Vejo diversos amigos normais com problema de ejaculação retardada. Nenhum deles hoje não se masturbam mais com fotos, e todos citam fetiches diversos. É um problema que demora para acontecer, e criar uma falsa imagem de que a pornografia não é inimiga, sinto muito, só atrapalha seu desenvolvimento e os do que leem suas palavras e encontram nela conforto para verem pornografia pensando que estão no controle.
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Espírito Azul em Qua Out 29, 2014 7:25 am

Bom dia Galera.

Cara, vejo o reboot com saída do virtual para realidade, seria a destruição desse olhar descartável de mundo, troco de mulher em um fechar de aba, tanto um bug no meu sistema caçador.

Vejo o reboot como troca das mulher virtuais e superficiais por mulher de verdade. No meu olhar, Masturbação só irá valer se for uma mulher fazendo em você... Ngm aqui tem 12/17 anos para ficar se descobrindo.

Fetiches ? Vamos arrumar uma mina que faça suas vontades, tem muita menina descolada pela cidade.
Eu tenho certeza que não posso mais ver P , fato é, para mim aquilo é maravilhoso, troco todas as minhas horas por dia para ficar olhando a melhor bunda, ou ...... Cara, os arquivos são infinitos e uma melhor que a outra.
Eu não conseguiria compartilhar uma vida saudável e a pornografia, uma anula a outra, para mim.

Deixo milhões de coisa de lado, é desregrado. não consigo ser equilibrado. No meu olhar de viciado, NADA, NADA me tira mais do tédio que a P.

Logo, penso, Não pratique sexo com sua mão...faça com mulheres.
avatar
Espírito Azul

Mensagens : 531
Reputação : 31
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Espírito Azul em Qua Out 29, 2014 7:43 am

Antes de conhecer o fórum, já consegui ficar algum tempo sem PMO.

Porém, minhas recaídas eram os seguinte pensamento: Poxa, como será que esta tal fulana, será que tem algo novo no P. Não vou me Masturbar, irei apenas assistir um vídeo, teve ter uns vídeos novos.
Assistindo os vídeo ficava loucam, era um vídeo novo, sempre terá um vídeo novo, buscava sempre novidades,
ai PMO, meu segundo pensamento: agora que já cai, o que custa "bater mais uma" e batia uns dois dias.

Parava pq teria que me recuperar para minha namorada depois de 7 dias. só que.... era uma merda com ela.
Minha ereção eram misera, um membro vergonhoso, não sabia se ficava ereto ou não, e quando ficava, era uns 4 a 5 minutos, isso quando a diversão nao acabava em uma precoce de 1 minuto.

Ficava frustrado, qnd minha mina ia embora a frustração me levava para onde? Outro motivo para ver P.

Via P, pausava mais uns dias para tentar fazer com a namorada...nessa brincadeira deixe a minha no Osso uns 4 meses seguidos e quando tinha era uma merda.... era muito amor da parte dela para se aguentar comigo até hoje. Portanto, Reboot é liberdade, reboot não é contar os dias como um presidiário que esta longe da vida...Reboot é viver a vida com outros olhos, Reboot é mudar seus hábitos, tentar esconder no fundo do seu cérebro essa compulsão de porno salva tudo.

Reboot é saber controlar o leão que esta dentro de você, saber que ele existe ali mais que você é o rei da parada.


Vejam esses vídeos. http://www.youtube.com/watch?v=93QIRxdSeDQ

Troque o CACHORRO PRETO pela PORNOGRAFIA!
Você irá se reconhecer...sei que vai.

Abraço amigo.
avatar
Espírito Azul

Mensagens : 531
Reputação : 31
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  flavio em Qua Out 29, 2014 8:03 am

Sergio, parabéns pelo vídeo do cachorro preto. Realmente, ele nos transforma em criaturas pequenas diante dos outros, quando se tem consciência que todos têm cachorros pretos (foram os trechos que mais gostei). Muitas vezes me sinto pequeno diante dos outros, a culpa não está nas pessoas e sim em mim. Quando tinha recaídas de PMO aí que a coisa ficava pior, estou retirando-a da minha vida e neste compartilhamento de experiências aqui no fórum tenho tomado consciência dos métodos.
Amigos, deêm uma olhada no vídeo que é engraçado mas com muita descoberta.
avatar
flavio

Mensagens : 1008
Reputação : 56
Data de inscrição : 30/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  new em Qua Out 29, 2014 9:11 am

sergiodoug, exatamente. O reboot nos liberta para usufruirmos do prazer real. Fazer do reboot um método para que você possa consumir pornografia mais controladamente, na minha opinião, é um desvio grave do experimento que vai contra tudo que já se falou sobre o assunto, teórica e cientificamente.
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Espírito Azul em Qua Out 29, 2014 11:17 am

Quando inicie esse reboot meu pensamento era: irei ficar 90 dias sem PMO e quando completar irei me
P-R-E-N-S-E-N-T-E-A-R com uma PMO da galaxias. ok!! demonstraria para mim que tinha algo sobre meu controle que poderia ficar de 90 em 90 dias. Porém, lendo os relatos meu objetivo mudou, acabou a recompensa, acabou meu presente tão sonhando, acabou a oportunidade de matar a saudade. Se isso acontece irei considerar recaída. Tem varias mulheres no mundo, doidas para... e eu vou ficar me escondendo, solidão do meu quarto, alimentando meu cachorro preto com o que ele mais gosta.

Acredito que devemos olhar sistematicamente. Por que devo me masturbar? qual a necessidade, alivio? mostrar que tenho controle? analisar se minha flatline foi embora? ver quando tempo dura uma punheta da galaxias?

Pratique amor para com o outro. Vc será bem mais feliz, se apaixonar é uma coisa incrível, pensar na garota horas e horas...Se a mina for problemática, troca. Vamos lapiar nosso eu punheteiro. Existe milhões de coisa interessante e como podemos colocar no lugar do PMO... Se você não acha nada interessante, veja o vídeo do cachorro preto. Ele diz: o cacchorro preto tirou minha vontade de viver, tiro o que eu mais gostava.

Eu entro no fórum todos os dias pelo fato que ainda tenho que me lembrar os motivos pelo qual escolhi parar.
Motivação é o papel fundamental, lembrar os motivos...esquecer os motivos do sofrimento é mt fácil e rápido.
Já quase recai varias vezes durante esse 30 dias e são pessoas como você que me deixa mais forte.Ler os relato de que passa o mesmo, estrategias e vai.

Como diz a frase do meu perfil. seja mais forte que sua melhor desculpa.

Se você é compulsivo com varias coisas, aprenda a tratar cada uma delas. Tenho certeza que aprendera com elas e será uma pessoa mais disciplina com isso.

Abraço Pessoal. Deixo claro que: um ponto de vista é somente a vista de um ponto.
Quero somente contribuir com a leitura. Sei que tem milhares de pessoas lendo esse nosso fórum e nossas palavras são o ombro amigo para ajudar.
avatar
Espírito Azul

Mensagens : 531
Reputação : 31
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Admin em Qua Out 29, 2014 10:00 pm

new escreveu:
Admin escreveu:Aproveitando a analogia do new, o lobo eh feroz e te ameaça, fica fraco quando eh ignorado, os dois saem perdendo na historia, porem talvez com um pouco mais de esforco voce consiga domar a fera, e assim os dois saem ganhando, ou seja, talvez vc consigar domar sua mente e assim conseguira desfrutar de muito mais coisas na vida sem criar um problema, no comeco sua mente vai de revoltar, mas com o tempo vc terá o controle da situação, assim como terá controle sobre o lobo furioso.

Em que sentido eu poderia me beneficiar em me aliar com o vício?

Releia as postagens passadas e você ira captar o que eu quis dizer.


"Admin, o problema é que o nosso cérebro já sofreu anos de condicionamento pelo PMO. SOMOS VICIADOS. Da mesma forma que é impossível um alcoólatra "beber socialmente", sua ideia de que é possível manter um relacionamento de amizade com a ponografia é incabível. Você tem dois casos como exemplo recentes: magrão, que depois de 90 dias começou a se masturbar periodicamente, para se alivar e no final das contas perdeu o controle, e o Fênix, que fez a mesma coisa depois de 115. Ambos caíram na farra pornô. Já viu alguém do AA beber socialmente? Algum ex-dependente usando usando cocaína só de final de semana? Pelo amor de deus..."

Realmente esta difícil de você entender o que eu quis dizer, acho que só o mojo conseguiu captar, eu já falei umas duas ou mais vezes que ninguém aqui vai conseguir se livrar desse vicio ou de qualquer outro vicio o até mesmo da possibilidade de adquirir novos vícios enquanto não aprender a controlar seus desejos, não adianta você passar 1 ano sem porno, se você ver de novo você vai voltar a rotina como sempre voltou, você não resolveu o problema de ter uma mente fraca e mimada, cairam no vício e vao cair de novo se ver porno porque não sabem dizer não a sim mesmo, a compulsividade é mais forte, ninguém aqui tem uma mente condicionada a rejeitar um desejo, e você pode criar esse condicionamento no seu dia a dia com pequenos atos como não ouvir milhões de vezes a mesma musica, não passar o dia todo jogando vídeo game, etc...
Tudo é questão de treino, antes eu tinha o habito de comer e deixa o prato pra minha mãe lavar, com o tempo fui condicionando a minha mente a lavar o prato depois de comer, no começo foi difícil porque eu já estava acostumado a deixar o prato la, mas com o tempo ficou automático, acredito que a compulsão possa ser controlada com o tempo, um treinamento diário que leva a uma mente obediente.

"Lembro-me de diversos posts seus de antigamente dizendo que queria se masturbar como alguém normal, ver pornô como alguém normal, e este tópico ao meu ver é um reflexo dessa vontade. Uma justificativa bem elaborada de que você irá conseguir controlar o vício mesmo com exemplos claros de que isso não é possível."

Tudo pra vocês nesse fórum que vá contra ficar uma vida toda sem ver porno ou se masturbar é uma justificativa pra recair e sinceramente isso me irrita bastante, você acha mesmo que se eu quiser me masturbar eu preciso vim aqui no fórum justificar algo pra alguém? qual a lógica disso? quem disse quem não é possível controlar um vicio ou a compulsão? não aceito ouvir isso de alguém compulsivo e viciado como eu me desculpe, eu posso afirmar que consigo controlar minha vontade de comer besteiras, um viciado em doces não consegue se controlar, é impossível controlar a vontade de comer besteiras?
Vocês só ficam ecoando as mesmas coisas e os mesmo questionamentos, "a pornografia é um vicio em fantasias...", até nisso são compulsivos, no ato de ecoar idéias.
Já falei 150 vezes que não estou incentivando ninguém a ver porno, entendeu agora? NÃO VEJAM PORNO, NINGUÉM AQUI ESTÁ CONDICIONADO A RESISTIR ESSE DESEJO, de novo, a idéia é notar se você possui comportamentos compulsivos com outras coisas e tentar disciplinar sua mente a não ter aquilo que quer a todo momento, por isso usei o exemplo da musica, é obvio que ouvir musica não faz mal, mas eu também não preciso ouvir a mesma musica milhares de vezes seguidas só por que estou com vontade, o mesmo comportamento que eu tenho quando quero ver porno é o que eu tenho quando gosto de uma musica, consegue entender isso???

"No mais, acredito que TODOS que consomem pornografia estão sujeitos aos malefícios do vício. Vejo diversos amigos normais com problema de ejaculação retardada. Nenhum deles hoje não se masturbam mais com fotos, e todos citam fetiches diversos. É um problema que demora para acontecer, e criar uma falsa imagem de que a pornografia não é inimiga, sinto muito, só atrapalha seu desenvolvimento e os do que leem suas palavras e encontram nela conforto para verem pornografia pensando que estão no controle."

Você realmente não entendeu nada, mas faça seu reboot, espero que você consiga nunca mais ver porno e tenha uma vida normal, já não enchergo mais a pornografia como meu único problema, iniciei uma fase de lutar contra meus impulsos, tentar ter mais auto controle, venho fazendo isso com minha ansiedade e tenho obtido progressos, com pratica acredito que tudo seja possível.

_________________
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 111
Reputação : 19
Data de inscrição : 24/02/2014

Ver perfil do usuário http://apoio.forumais.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  new em Qui Out 30, 2014 5:51 am

Admin, lamento que você pense assim. Não sou compulsivo em ecoar ideias. Ouvi dizer uma vez, "a diferença entre o sábio, o medíocre e o ignorante, é que o ignorante erra e não aprende nada com o erro, o medíocre aprende com seus erros e o sábio aprende com o erro dos outros". Me contento com a mediocridade, mas tento também analisar o erro dos outros para meu próprio benefício, pois ai eu evoluo junto com a pessoa que errou, portanto, claro... eu emprego a ideia o conceito das fantasias assim como emprego outros diversos conceitos experimentados por users daqui, de outros fóruns e principalmente do youbrainonporn, porque assim como você, assim como todos os users do fórum, estou sempre aprendendo.

Talvez minha ideia de controle seja diferente da sua, no final das contas. Na minha cabeça, controlar o vício em PMO é nunca mais ter contato com ele. Deixar ele quieto, sem mexer com ele nunca mais. Não quero ver pornografia hoje, no estado compulsivo nem amanhã, no estado de controle. E como disse ali em cima, vou acompanhar seu progresso e tentar aprender com ele, no seu erro ou no seu acerto porque para mim, a maior fonte de aprendizado depois dos estudos e experimentos sobre o tema, é a própria experiência dos compulsivos que estão se tratando. Boa sorte.
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Espírito Azul em Qui Out 30, 2014 10:51 am

Consegui entender o ponto de vista do Admin. E sim, é uma possível solução.
Seria um contato harmônico, um equilíbrio mental de convivência.
avatar
Espírito Azul

Mensagens : 531
Reputação : 31
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Gabriel em Qui Out 30, 2014 6:24 pm

-


Última edição por Gabriel em Dom Maio 24, 2015 4:18 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Gabriel

Mensagens : 83
Reputação : 5
Data de inscrição : 22/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Compulsão

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum