Relato - Kornflakes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Relato - Kornflakes

Mensagem  kornflakes em Qua Out 15, 2014 5:14 pm

Olá pessoal.
Não falarei meu nome, porém meu apelido é Kornflakes. Tenho 30 anos e sou noivo há dois anos. Cheguei até esse fórum da mesma maneira que muitos de vocês: tentando obter “livramento” de um vício. Li diversos relatos postados pelos colegas e me identifiquei com muitos. Não tenho nenhum outro tipo de vício que seja a pornografia. Não bebo, não fumo, não tenho apego algum a redes sociais. Por sinal, não tenho rede alguma. Contudo, não consigo resistir à pornografia pela internet. É incrível como esse vício é difícil de superar.

Sem exageros, de maneira mais ou menos acentuada, luto com esse vício há uns 17 anos! Não consigo explicar, mas é mais forte do que eu. É uma sensação que corrói a minha concentração, me deixa ansioso, as pernas começam a balançar, a cabeça fica cheia de fantasias, o coração dispara. De repente, fico excitado. E tudo se perde...clico inocentemente em sites que contenham algum conteúdo sensual. Às vezes, minha curiosidade é aguçada por uma simples notícia. Um seio, uma bunda, uma foto de biquíni um pouco mais ousada. Pronto, já é a deixa para coisas mais pesadas.

Já li diversos livros acerca da força de vontade. Eu achei que o problema todo era minha falta de força de vontade para superar o problema. Mas percebo que não é o caso. Se eu não tivesse força, jamais conseguiria acordar cedo e dormir tarde todos os dias. Há mais nisso do que simples força de vontade. Deve haver um efeito neuroquímico gigantesco, que sobrepuje a nossa racionalidade. Li livros com robusto embasamento científico acerca de como tentar superar problemas de força de vontade. Após a leitura dos materiais, fico animado e cheio de energia para tentar superar. No entanto, no dia seguinte incorro no mesmo erro.

É triste ceder ao vício e isso tem me trazido graves problemas. Os principais são a sensível perda de produtividade e a compulsão. Meu trabalho depende exclusivamente da minha produtividade, mas não estou conseguindo mantê-la. E isso faz muito tempo. Tudo que faço é com atraso. As pessoas não conseguem entender e tenho vergonha de comentar, obviamente. Não estou conseguindo cumprir prazos: seja pelo tempo gasto vendo pornografia ou seja pela ansiedade pela falta de masturbação. Sei que poderá soar como um exagero, mas é desesperador. Tanto é verdade que decidi procurar informações a respeito e cheguei até aqui.

Já perdi incontáveis horas com o vício da masturbação ao longo da vida: vendo fotos, vídeos e lendo relatos eróticos. Eu não sinto tesão algum em ver vídeos profissionais. O meu fraco são os vídeos amadores. Há um clique é possível ver milhares de vídeos amadores de mulheres jovens se exibindo em frente ao espelho. Isso é terrível para quem já tem uma tendência para a masturbação. Sinto-me um pervertido total por ficar me masturbando assistindo a vídeos de jovens se exibindo. Quando olho para minha noiva, sinto muita, mas muita, vergonha de mim. Talvez, o problema não seja tanto a masturbação, mas sim as horas perdidas atrás de recompensas (novos vídeos, fotos e relatos) que me excitem cada vez mais. Li que é um hormônio chamado dopamina o grande responsável por essa sede de satisfação. Não sei muito bem o que pensar.

Nos últimos meses duas coisas muito ruins têm acontecido comigo:  perda de desejo pela minha noiva; e acesso à pornografia no local de trabalho. Sempre senti muito tesão por ela, mas nos últimos meses têm sido sofrível o meu desempenho. Ela nunca reclamou de mim, mas ultimamente ela fala que pareço não ter mais vontade de fazer sexo. Isso é uma contradição absurda, pois, se por um lado eu não consigo parar de me masturbar em ver vídeos e fotos, por outro deixo minha noiva insatisfeita por passar a impressão de justamente não querer fazer sexo. É muito estranho. O segundo ponto é ainda mais triste. Durante meu horário de trabalho eu começo a navegar por sites que contenham vídeos e fotos amadores. Eu trabalho grande parte do tempo sozinho e isso é um perigo. O problema é que posso ter prejuízos sérios na minha carreira. Seja por não entregar os trabalhos combinados nas datas corretas, seja pelo risco de perder minha reputação de “bom trabalhador”.

Ao ler os relatos, fiquei um pouco mais animado por ter com quem compartilhar os meus anseios. É dureza não conseguir fazer algo tão simples: deixar de me masturbar. Acho que esse vício me persegue desde que eu era um pré-adolescente. Então, há uns 18 anos que carrego comigo esse vício. Claro, com o passar do tempo isso ficou exacerbado. Por descontrole meu, a internet tornou-se um veículo para liberar e potencializar todo esse vício.

Em suma, pessoal, sinto que tudo que consigo é a custa de um gigantesco esforço, pois tenho que lutar contra a tarefa e contra o vício ao mesmo tempo. Não tenho preguiça de trabalhar/estudar, mas lutar contra esse vício tem drenado as minhas energias. Como vocês bem sabem, não é falta de boa vontade para superar.

Enfim, espero ajudar os colegas com meu relato e ser ajudado também.

Abraços a todos.

Kornflakes

kornflakes

Mensagens : 15
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/10/2014

Ver perfil do usuário https://tzx-tracker.appspot.com/info?u=1cci9hfvri8&k=gHeuVLQ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  new em Qua Out 15, 2014 5:44 pm

Bem vindo ao fórum. Em primeiro lugar, recomendo a leitura do ebook Como Parar (estou no trabalho, então não tem como eu colocar o link, mas uma rápida busca pelo fórum vai te indicar o caminho. Se não achar, posto quando chegar em casa). Ele vai te esclarecer todas as dúvidas relacionadas ao tema. Ex.: quando você diz que o vício tem a ver com a dopamina, é que na verdade o cérebro descarrega uma quantidade de dopamina quando fazemos sexo. É um mecanismo ancestral para que o homem perpetue a espécie: ficar feliz fazendo sexo, fazer filhos e continuar procriando. Mas o cérebro não diferencia pornografia de sexo real, ele se excita com os dois e vê naquilo uma chance de procriar, ou seja, libera dopamina em dobro e como a pornografia é ilimitada, a descarga de dopamina é gigante.

Além disse há o que os especialistas chamam de efeito coolidge: o cérebro vai se acostumando com a parceira, o que leva à troca de cônjuge. No caso da pornografia esse efeito é devastador: vamos, ao invés de trocar de parceira, buscar outros temas mais pesados para que continuemos com os níveis de dopamina elevados. Resultado é perda de sensibilidade na hora do sexo, perda da ereção, depressão em razão dos temas imorais que usamos para PMO, entre outros...

No ebook tem muita informação sobre esse tema. É sempre bom nos mantermos informados sobre o que acontece também visitando o site YourBrainOnPorn.

Abçs e boa sorte!
avatar
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 29
Localização : são Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  kornflakes em Qui Out 16, 2014 8:41 am

Valeu, New.

Agradeço pelas dicas e a sugestão de leitura. Encontrei o livro e é muito bacana mesmo. Já comecei a lê-lo.

Início de mais um dia. Vamos lá tentar superar o vício e encher a cabeça com coisas boas.

Abraços e força a todos.


kornflakes

Mensagens : 15
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/10/2014

Ver perfil do usuário https://tzx-tracker.appspot.com/info?u=1cci9hfvri8&k=gHeuVLQ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  Leandro-sp em Qui Out 16, 2014 8:53 am

bem vindo sucrilhos! ou melhor kornflakes kkkkk

Cara, experimente esta delícia do reboot. Você só tem noção do que a pornografia/fantasia/masturbação faz na sua vida após você retirá-la.
Vale a pena! Mas é muito difícil, principalmente aguentar a abstinência dos 21 primeiros dias.

Você tem razão, só força de vontade não é o suficiente. É preciso se dar conta que temos uma mente doente, com sintomas de viciado mesmo. Somos sim viciados, porque viciado, na sua definição, é aquele que não consegue largar o comportamento, mesmo sabendo dos efeitos colaterais ruins do comportamento. Então, só querer largar o comportamento não é o suficiente. É preciso entrar no reboot, este fórum me ajudou muito, recomendo que você se sinta a vontade pra contar o que quiser aqui. Aqui é muito bom, o pessoal sempre ajuda um ao outro, e não temos medo de contar as coisas podres da nossa vida sexual. Aliás é ótimo colocá-las pra fora pra podermos tratá-las.

Incentivo você a sair dessa. Não há nada pra se tirar de bom nesses vídeos das minas amadoras se exibindo. Seria lamentável você chegar no final da vida e olhar pra trás e dizer "eu vivi em função de obter dopamina na frente de um computador".
Saia dessa!! Saia do computador e vá viver no mundo real.
avatar
Leandro-sp

Mensagens : 238
Reputação : 22
Data de inscrição : 11/07/2014
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  kornflakes em Qui Out 16, 2014 12:22 pm

Valeu, Leandro-SP.

Cara, você resumiu bem toda a problemática: seria dureza chegar ao fim da vida e perceber que perdeu diversas oportunidades pela incapacidade de se controlar diante da vontade de "se aliviar". Sendo mais imediatista, já é horrível a sensação de perceber que perdeu um dia com isso, imagine a vida toda.

Certamente irei frequentar o forum e compartilhar com os colegas meus anseios, pois estamos todos no mesmo barco.

Abs,

Kornflakes


kornflakes

Mensagens : 15
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/10/2014

Ver perfil do usuário https://tzx-tracker.appspot.com/info?u=1cci9hfvri8&k=gHeuVLQ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  Fênix em Qui Out 16, 2014 2:41 pm

Seja bem-vindo amigo Kornflakes, o grande passo para se libertar do vício vc acabou de dar, quando admitiu o problema e procurou ajuda, eu estou viciado nisso há mais de 20 anos, e depois de inúmeras recaídas estou agora quase chegando a 2 meses "limpo", como sempre digo a todo novo membro, vou lhe avisando que haverá dias em que a vontade de praticar o vício vai bater forte em vc, a ponto de vc achar que vai ficar louco se não ceder ao vício, mas quando isso acontecer não se esqueça que vc tem um objetivo, que é ser livre! Se acontecerem recaídas não desista, todos nós aqui do fórum já caímos e levantamos muitas vezes, e continuamos na luta.
conte conosco para o que precisar, agora vc não está mais sozinho nessa briga! sinta-se em casa amigo!

_________________
avatar
Fênix

Mensagens : 523
Reputação : 78
Data de inscrição : 02/05/2014
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  kornflakes em Qui Out 16, 2014 6:43 pm

Tudo bem Fênix?

Valeu pelo apoio e mensagem de incentivo. Reconhecer o problema já é um grande passo. Antes de conhecer o fórum ou mais informações a respeito (achava que o problema era só comigo), tentei algumas saídas. No entanto, consegui período de no máximo três semanas. Mas, quando caía em "tentação", a coisa voltava ainda mais forte. Desde que percebi o meu problema, passei a olhar com mais respeito pessoas com qualquer tipo de vício. Secretamente, sei (sabemos) como é complicado.

Bem, pelo menos hoje fique "limpo".

Força para você e parabéns pelo tempo longe da "tentação", Fênix.

Abraços!

kornflakes

Mensagens : 15
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/10/2014

Ver perfil do usuário https://tzx-tracker.appspot.com/info?u=1cci9hfvri8&k=gHeuVLQ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  martins! em Qui Out 16, 2014 11:53 pm

Comece a preparar a sua mente para o reboot, coloque uma nova crença a partir da sua postagem que você nunca mais pelo resto da sua vida 'tocará' em pornografia.

Faça isso valer como filosofia de vida, regras, trabalhe muito em cima disso. Seu cérebro no início vai mandar vários gatilhos, várias mensagens para te enganar, enfraquecer...

Veja meu cadastro e olhe o tempo que estou nessa, foram mais de 2 meses pra conseguir ultrapassar 3 dias OFF, depois foram aumentando para 7 dias OFF e assim fui recaindo.

Amanhã chego na minha segunda vez 18dias OFF e nesse momento eu senti pela primeira vez uma vontade de ver pornografia durante esses dias OFF.

A primeira semana é dura, é complicado no início, mas depois de 5~10 dias você já começa a parar de sentir vontade de ver pornografia, aí vem a 'parte boa' que é experimentar ereções que você não sentia a bastante tempo, novas fantasias surgirão, seu cérebro ta tentando te enganar novamente só que ao invés de porno, é com imaginações...

Reboot te dará boas emoções, vai sentir mais forte, controlado....

Mas isso só vai acontecer se ter a crença de que não quer mais... as recaídas são cruéis e você sente vontade de desistir, mas trabalhe sempre este pensamento...

Crie novos hábitos, novas sensações, vá se divertir e muita força no seu reboot.

Leia o ebook.

martins!

Mensagens : 67
Reputação : 6
Data de inscrição : 28/06/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  Kimbemba em Sex Out 17, 2014 5:07 pm

Ai Kornflakes.

Bem Vindo ao clube.
Se sinta a vontade pra partilhar tudo que vc tem guardado com a gente.

Aqui todos temos um objectivo que é ficar longe do vício de PMO.

A gente está e estará sempre aqui pra vc mano!!!

Paz e Amor mano!!
avatar
Kimbemba

Mensagens : 125
Reputação : 14
Data de inscrição : 12/07/2014
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  kornflakes em Sex Out 17, 2014 7:06 pm

Valeu Martins e Kibemba pela força!

Hoje novamente consegui superar a vontade. Por sinal, hoje lembrei diversas vezes de pornografia, mas consegui me conter. Teve um momento que precisei levantar para tomar café e beber água. Caso contrário, teria cedido. Uma expressão que vi o pessoal utilizando é "gatilho". Realmente, há sites que servem como gatilho para você liberar o desejo. É necessário ser bem forte.

Força para ambos!

Valeu!

kornflakes

Mensagens : 15
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/10/2014

Ver perfil do usuário https://tzx-tracker.appspot.com/info?u=1cci9hfvri8&k=gHeuVLQ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  martins! em Seg Out 20, 2014 11:34 pm

É muito importante você observar este 'reboot' como um processo de transformação pessoal e quando falamos em desenvolvimento pessoal, a transformação não vem da noite pro dia e sim na luta diária. Por isso mude seus hábitos, aproveite este desafio e crie novas filosofias que positivam seu dia-a-dia. Todos nós quando recaímos ficamos horas a pensar nisto, atrapalha nosso dia, nossas vidas...

trabalhe mto a crença 'eu sou mais forte' e acredite sempre no processo.

martins!

Mensagens : 67
Reputação : 6
Data de inscrição : 28/06/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  kornflakes em Ter Out 21, 2014 11:35 am

Valeu, Martins.

Estou no quinto dia da minha "recuperação/desintoxicação". Confesso que está difícil. Mas vou perseverar.

Força para você também!

kornflakes

Mensagens : 15
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/10/2014

Ver perfil do usuário https://tzx-tracker.appspot.com/info?u=1cci9hfvri8&k=gHeuVLQ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relato - Kornflakes

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum